Liga da Justiça - Warner Bros.
Liga da Justiça - Imagem: Warner Bros.

A Warner Bros. Discovery, veio a público tentar acalmar os fãs do universo DC, após o cancelamento de Batgirl. Desse modo, a empresa confirmou que agora, terá como foco principal e único, os filmes da DC Comics contando com uma nova gestão. Sendo assim, o estúdio terá uma equipe com profissionais diversos, cem por cento concentrados exclusivamente nas adaptações dos quadrinhos para o cinema. Tudo isso, confirmando uma notícia que já havia vindo a público antes, com o modelo que se assemelha ao caso da Marvel Studios sob o comando de Kevin Feige.

Durante uma apresentação em uma reunião de acionistas que estava relacionada as finanças da Warner Bros. sobre o primeiro semestre do ano. Na quinta-feira, dia 4 de agosto, David ZaslavCEO e presidente da Warner Bros. Discovery anunciou que eles estão reestruturando o universo cinematográfico da DC Comics. Assim, o selo que é uma das prioridades da nova administração da empresa terá um plano de 10 anos para os novos filmes da DC. Desse modo, o objetivo é proteger a marca DC, ao mesmo tempo que se inspira no que a Disney fez com o Universo Cinematográfico da Marvel.

Sendo assim, a companhia deve focar cada vez mais nos filmes readaptados da DC Comics. Afinal, agora eles garantem uma nova gestão. Ou seja, a Warner Bros. montou toda uma equipe que deve focar exclusivamente nas adaptações dos quadrinhos para os cinemas. Tudo isso dará uma margem de 10 anos com conteúdos inéditos aos fãs.

Falando sobre os motivos que levaram a essa inclinação, David Zaslav explicou com detalhes tal argumento: “Se olharmos todas as oportunidades que temos à vista, a DC está no topo da lista. Temos Batman, Superman, Mulher-Maravilha e Aquaman. São marcas reconhecidas em qualquer lugar do mundo e temos a chance de contar muitas novas histórias com eles. Decidimos repensar tudo. Reestruturamos nosso negócio. Agora, há uma equipe com um plano de 10 anos focado apenas na DC. Será bem parecido com o que Alan Horn e Bob Iger conseguiram colocar em prática com o Kevin Feige, na Disney Acreditamos que podemos montar um negócio a longo prazo, muito mais forte e com crescimento sustentável a partir da DC e, como parte disso, vamos focar em qualidade.”

Continue depois da publicidade

Vale lembrar, que a notícia chega ao mesmo tempo que a empresa anunciou o polêmico cancelamento de Batgirl. A trama até então, seria um original do HBO Max, embora sem detalhes sobre o assunto, Zaslav garantiu que não lançará nenhum projeto que não acreditam de verdade no potencial.

Por fim, o CEO enfatizou algumas tramas que estão a caminho, citando Adão Negro, Aquaman e o Reino Perdido Shazam: Fúria dos Deuses, os próximos lançamentos do DCEU que estão em segurança após a reestruturação da empresa. Além disso, apesar das inúmeras polemicas com Ezra Miller, o executivo também confirmou o lançamento de The Flash.

Até o presente momento, o calendário da DC envolve Adão Negro, que estreia em outubro, Shazam! Fúria dos Deuses, com data marcada para dezembro. Enquanto isso, The Flash, se mantem em junho de 2023, e Besouro Azul, em agosto do mesmo ano.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui