Warrior Nun é a nova série disponibilizada no catálogo da Netflix e já chegou fazendo barulho por parte do público católico. O título estreou na última quinta-feira trazendo a premissa de ser divertidamente explosivo e sangrento com boas pitadas de ação.

A trama acompanha os passos da jovem Ava de 19 anos que acorda em um necrotério onde descobre que após a sua morte, foi recrutada para uma ordem anciã que luta contra demônios sugadores de almas.

Uma curiosidade é que inicialmente Warrior Nun era um projeto que estava sendo desenvolvido para se tornar um longa-metragem, possivelmente fazendo parte de uma trilogia futura. Porém em 2018 a Netflix adquiriu os direitos para produzir a série.

Adaptação de quadrinhos

O novo título da Netflix é inspirado em uma série Graphic Novel chamada Warrior Nun Areala criada por Ben Dunn e publicada pela editora Antarctic Press. Seu primeiro volume foi lançado em dezembro de 1994 e naquela época foi alvo de polêmicas por conta do uso das imagens religiosas em um contexto extremamente violento e sexualizado.

O enredo nos quadrinhos (que é muito influenciado pelos mangás japoneses) gira em torno da irmã Shannon Masters, membro da Ordem da Espada Cruciforme. Tal organização se trata de uma força militar formada por freiras guerreiras e sacerdotes mágicos que lutam a serviço da Igreja Católica.

Antarctic Press
Imagem: Warrior Nun Areala/ Antarctic Press

A ordem foi criada por Auria, uma Valquíria que no ano de 1066 renunciou aos caminhos pagãos e se voltou para os ensinamentos de Jesus Cristo.

Desde então Auria, atualmente denominada Areala escolhe um hospedeiro a cada geração para continuar seu legado. Nos dias atuais, a missão da escolhida irmã Shannon Masters se tornou uma organização global no combate contra as forças do mal, sempre servindo ao Senhor.

Um fato interessante é que a já falecida irmã Mary Ann Walsh, na época porta-voz da Conferência dos Bispos Católicos dos EUA, declarou publicamente que o traje usado pela irmã Shannon Masters nas histórias era muito ofensivo para a igreja e sexualizava demais a personagem.

Elenco e produção da série Warrior Nun

A adaptação da Netflix é estrelada por Alba Baptista, uma atriz que apesar de ter nascido em Portugal, tem dupla nacionalidade (brasileira e portuguesa) e além de linda, é considerada extremamente carismática pela nova geração.

Alba é fluente em português, alemão, inglês, francês e espanhol e prefere não usar a palavra atriz mas sim artista, pois também gosta muito de pintura e ainda toca piano.

“Gosto de pensar que a alma de artista é mais abrangente do que só o que a representação engloba.”

Alba Baptista
Imagem: Alba Baptista/ Netflix

Warrior Nun é uma série criada por Simon Barry e a atriz Alba Baptista vive a protagonista Ava que passou toda sua infância em um orfanato. A jovem paraplégica morre aos 19 anos, mas retorna a vida graças à aureola de um anjo que é colocada em suas costas.

Além de uma nova oportunidade de continuar no mundo dos vivos, a personagem central é contemplada com poderes sagrados, sendo que seu corpo agora possui uma grande capacidade de regeneração, podendo até mesmo atravessar as paredes.

Logo após ressuscitar dos mortos, Ava é recrutada pela igreja para lutar em uma guerra contra as entidades do inferno. Mesmo tendo um enredo bem diferente das histórias em quadrinhos, a série adapta alguns diálogos e tramas diretamente do material de origem.

A personagem Shotgun Mary que é uma das freiras mais violentas da ordem é interpretada por Toya Turnen (Easy- 2016). Kristina Tonteri-Yang (The Swan) vive a reservada e inteligente Irmã Beatrice.

Lorena Andrea (A Maldição da Casa do Lago- 2018) faz o papel da Irmã Lilith e Tristán Ulloa (The Last Hammer Blow- 2014) vive a pele do incompetente Padre Vicent enquanto a atriz canadense Sylvia de Fant (O Melhor Lance- 2014) interpreta a Madre Superiora, a líder de todas as freiras.

Warrior-Nun
Imagem: Warrior Nun/ Reprodução

Confira mais novidades da Netflix em:

Como Warrior Nun esta sendo recebida

Apesar das batalhas com demônios e entidades malignas, ironicamente a nova série da Netflix tem gerado alguns bons comentários por abordar debates morais e amargos em que a igreja católica tem se envolvido ao longo da história.

A produção vem sendo descrita como sendo muito parecida com Buffy a Caça Vampiros de Joss Whedon que fez muito sucesso no final da década de 90 por ser muito divertida e trazer ao mesmo tempo uma temática interessante.

A atuação de Alba Baptista também tem agradado muito e vem sendo vista como um dos pontos altos pela leveza e carisma da jovem atriz.

Segunda temporada?

Uma boa notícia é que Simon Barry já revelou em entrevista ao site Deicider que os roteiristas já pensam em uma segunda temporada e esperam conseguir uma renovação por parte da Netflix.

O showrunner espera poder explicar alguns mistérios, como sobre o que aconteceu com a Irmã Lilith e a história por trás da auréola, além de poder aprofundar a mitologia do universo construído pela série.

“Queríamos que a história da auréola fosse um pouco misteriosa e contraditória, para que tivéssemos mais uma jornada misteriosa para continuar na segunda temporada, se tivéssemos a sorte de conseguir uma”

Confira abaixo o incrível trailer da série Warrior Nun:

Warrior Nun estreou dia 03 de Julho e se encontra disponível no catalogo de séries da Netflix.

Não marque bobeira!!!

Fique por dentro de todas as novidades da Netflix em nossa página Proddigital POP e também siga nossas redes sociais Instagram, Twitter, Facebook e Pinterest para não perder nenhuma novidade do universo da cultura POP!!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui