The Sims 3, assim como já era esperado, trouxe algumas novidades interessantes para a franquia, que iremos conhecer hoje.

Esse game lançado em 2009 tinha a importante missão de conseguir superar seu antecessor – que foi um sucesso de crítica e dos fãs – e trazer novas melhorias para a franquia.

Mas o que afinal The Sims 3 representou para os gamers e fãs da já consolidada franquia de games? O que trouxe de inovador?

É interessante então observar o quanto a EA buscou trazer diferenciais nesse título – até mesmo por conta da ausência da Maxis e de Will Wright no desenvolvimento do game.

O resultado foi um jogo novo, com diversos diferenciais interessantes, no entanto com a adição de problemas que não tiveram solução até os dias de hoje.

Vamos então conhecer mais a respeito de The Sims 3 e quais foram as mudanças para melhor que a EA games implementou nessa franquia que já era um total sucesso de vendas.

Veja também:

O que é o The Sims 3?

The Sims 3 chegou para dar continuidade a franquia de simulação criada por Will Wright, no entanto, dessa vez sem a participação do desenvolvedor no game.

Com a proposta de repaginar a série e aprimorar o que já havia recebido aclamação pelos jogadores, a EA trouxe novas propostas a serem integradas ao game.

Além de melhorias gráficas muito bem vindas e uma reformulação no visual dos Sims e claro, das vizinhanças e dos objetos, outros tipos de mudança foram cruciais para esse título ser muito marcante.

Basicamente, The Sims 3 carregava consigo a essência dos outros dois títulos já lançados: o foco na vivência dos Sims. Mas dessa vez, a ideia era dar ainda mais autonomia aos personagens, permitindo uma maior interação com o mundo.

Mudanças principais em The Sims 3

As mudanças em The Sims 3 foram vistas com muito bons olhos pelos fãs, desde o anúncio oficial que mostrava o grande diferencial desse jogo para os títulos anteriores: o fim das telas de carregamento.

Isso não significava o fim da simulação dos Sims em relação a sua vida e a sua progressão de carreira e familiar. Mas sim, mostrava que a interação iria alcançar um novo ângulo.

Além disso, como dito, muitas melhorias gráficas foram implementadas, no entanto, sem perder a característica forma cartunizada do game.

Os modos construção e criar um sim receberam reformulação, a fim de trazer ainda mais praticidade e funções diferentes para os jogadores aproveitarem na hora de começar a criar suas histórias.

Novos objetos no modo de compra também tiveram sua vez, acrescentando então novas funcionalidades e maneiras de decorar a casa e mobiliá-la.

Uma das mudanças que mais agradaram foi a possibilidade de finalmente colocar os móveis na posição diagonal, coisa que não era possível em outras edições do game.

Conte para nós o que você achou dessas principais mudanças.
0
O que você achou das principais mudanças em The Sims 3?x

Fim das telas de carregamento

As telas de carregamento são famosas em The Sims. Desde o primeiro título, com a inserção de expansões que permitiam a saída do Sim do lote da família, elas sempre estavam presentes ao viajar ou ir a um local da cidade.

Seja para visitar a casa de alguém no jogo ou ir a um lote comunitário, a tela de carregamento sempre fazia sua aparição, e geralmente de forma demorada como era visto nos primeiros títulos.

A grande mudança e adição extremamente bem vinda de The Sims 3 foi justamente demolir as barreiras que estavam entre os Sims e os pontos de interesse na cidade.

Agora, ao invés de ter apenas sua casa para interagir, toda a cidade estava à disposição de qualquer membro da família, sem a necessidade de nenhum tempo de espera.

O mundo aberto de The Sims 3 modificou a forma como os fãs jogavam, trazendo assim novos horizontes e muitas possibilidades para o game.

Traços de personalidade em The Sims 3

Outra mudança implementada que trouxe boa aceitação dos gamers é a adição dos traços de personalidade.

Em títulos anteriores não havia exatamente uma definição de como seu Sim seria. Alguns pontos podiam ser colocados para indicar algumas preferencias ou reações, mas nada tão avançado quanto o visto em The Sims 3.

Os traços, num total de 99 com todas as expansões instaladas, trouxeram uma nova forma de personalizar os Sims, permitindo uma experiência única de jogabilidade a depender do que fosse escolhido para cada um deles.

Existem diversas formas de obter traços, dentre elas citamos:

  • Escolha do jogador em Criar um Sim;
  • Quando o bebê nasce;
  • Bebês que se tornam crianças;
  • Ao fazer aniversário até alcançar a fase de jovem adulto;
  • Quando o Sim recebe um diploma da Universidade;
  • Alcançando o nível 8 de algum grupo social.

Importante citar que, em alguns casos, os traços podem ser aleatórios. Por exemplo, mães que tem uma gravidez ruim e conturbada tem bebês cujos traços tem geração automática, não permitindo então a escolha pelo jogador.

Essa mudança na forma de definir a personalidade dos Sims foi extremamente bem recebida pelos fãs da franquia, dada a sua intuitividade e a possibilidade real de observar as diferenças.

Conhecendo em detalhes as novidades de The Sims 3

Além das mudanças já citadas, como o mundo aberto e o novo sistema de traços de personalidade, The Sims 3 também trouxe diferenciações interessantes em relação ao seu antecessor.

Claro que a base do jogo continuou sendo a mesma, no entanto, diversas mudanças estruturais tornaram então a jogabilidade mais interessante e divertida.

Vamos conhecer então o que o terceiro título da franquia trouxe de diferente em características que já estavam presentes na série.

Carreiras

As carreiras voltam em The Sims 3, dessa forma muito beneficiadas pelo mundo aberto e pela nova jogabilidade do game.

No total, a EA inseriu então 22 carreiras para quem possuísse todas as expansões instaladas, representando uma grande gama de opções para que os Sims escolhessem como iriam ganhar a vida.

No jogo base, as carreiras apresentadas eram as seguintes:

  • Negócios;
  • Científica;
  • Comercial;
  • Política;
  • Policial;
  • Criminal;
  • Culinária;
  • Musical;
  • Militar;
  • Esportiva;
  • Jornalismo;
  • Médica.

Cada uma com suas peculiaridades e requisitos para promoção, assim como era nos títulos anteriores, as carreiras tinham o grande benefício de contarem com o mundo aberto, modificando então a interação dos Sims com o trabalho.

Os Sims que moram afastados da empresa demoram mais a chegar, aumentando o realismo do jogo.

Além disso, é possível seguir o Sim até a entrada no trabalho, escolhendo inclusive como ele irá agir no seu dia: dormir no trabalho ou trabalhar duro são exemplos de opções que o jogador pode escolher.

Para conseguir um emprego também basta então que o Sim vá até o local de contratação, ao invés de apenas poder checar as vagas no jornal ou computador.

De toda forma, as profissões e carreiras tem as mesmas estruturas, no entanto, o mundo aberto com certeza concedeu novas maneiras de jogar.

Ferramenta de criar um mundo

A ferramenta trazida pela EA, Criar um Mundo, tinha a função de dar ainda mais imersão aos jogadores, permitindo a criação personalizada de mundos.

Dessa forma, era possível criar do verdadeiro zero um novo mapa, com adição de paisagens e até mesmo escolhendo as formas de relevo do terreno, dando assim maior personalidade ao que o jogador queria.

Além disso, era possível compartilhar as criações para que outros jogadores tivessem acesso, aumentando assim a interação no game.

Uma ferramenta parecida havia sido implementada em The Sims 2, no entanto, possuía funções muito menos sofisticadas do que no terceiro título da franquia.

Habilidades em The Sims 3

As habilidades voltaram em The Sims 3 e dessa vez com muitos diferenciais interessantes.

Essa é mais uma das mudanças bem vindas que a EA proporcionou aos jogadores em relação a estruturas que já estavam presentes anteriormente.

No terceiro game, as habilidades tornaram-se ainda mais numerosas, além de desbloquearem novas interações quando recebiam um upgrade.

Além disso, algumas eram escondidas, como por exemplo:

  • Tatuagem;
  • Estilismo;
  • Cama elástica.

Um total de 32 habilidades existem em The Sims 3, permitindo assim aos gamers muito mais personalização em relação ao modo de jogar.

Vizinhanças

A vizinhança base principal do game é Sunset Valley. Interessante frisar que essa vizinhança foi criada no mesmo local em que a Vizinhança 1 do primeiro The Sims e de Belavista, em The Sims 2.

Cronologicamente falando, o terceiro game da franquia seria o primeiro em termos de progressão de história, já que nesse jogo vemos Laura Caixão ainda criança, e no primeiro título ela é adulta e tem uma filha.

Sunset Valley é uma vizinhança com muitas atividades e locais para visitar, claro, feita com a intenção de que o jogador explorasse todos os locais.

Sunset Valley - The Sims 3
Sunset Valley no The Sims 3 – Imagem: IGN.com

Além de poder frequentar locais como piscina comunitária, lojas, restaurantes e cinemas, o jogador podia participar de eventos espalhados pela cidade.

Vale citar que alguns locais, como o trabalho e a escola além dos cinemas e restaurantes são chamados de Rabbit Holes.

Esses locais receberam esses nomes graças a característica do Sim entrar e “sumir” dentro deles enquanto realiza alguma ação. Portanto, você pode até controlar o que seu Sim faz dentro do local, mas não pode ver nada do que ocorre lá dentro.

Além de Sunset Valley, outras vizinhanças chegaram ao game, sendo elas:

  • Riverview;
  • Barnacle Bay;
  • Hidden Springs;
  • Lagos Lunares;
  • Lucky Palms;
  • Maré Radiante;
  • Monte Vista;
  • Aurora Skies;
  • Vale do Dragão;
  • Midnight Hollow;
  • Roaring Heights.

Cada uma das vizinhanças tinha suas peculiaridades e até mesmo o retorno de algumas famílias clássicas, como por exemplo Barnacle Bay que abrigava as irmãs já conhecidas Nina e Dina Caliente.

Pacotes de expansão de The Sims 3

Seguindo a mesma estrutura de outros games da série The Sims, os pacotes de expansão voltaram a ativa, trazendo então novas e diferentes jogabilidades e itens para que os jogadores pudessem aproveitar o game ainda mais.

Em The Sims 3 houveram 11 pacotes como esse, que adicionavam diversas funções novas ao jogo, aumentando assim sua vida útil.

Vamos então conhecer essas expansões e saber um pouco mais a respeito de cada uma delas.

Volta ao Mundo

A primeira expansão de The Sims 3 chegou em novembro de 2009, sendo, portanto, um marco para o jogo. Por meio de Volta ao Mundo era possível visitar três destinos completamente diferentes, baseados em:

  • China;
  • França;
  • Egito.

Cada um desses locais possuía suas próprias características, tornando a viagem de férias diferente para cada local para onde o Sim fosse.

Vale destacar aqui que as múmias de Al Simhara, local que lembrava o Egito, podiam jogar maldições mortais nos Sims que visitavam as tumbas.

Ambições

A segunda expansão do game teve seu lançamento em junho de 2010, trazendo consigo novos conceitos de trabalho, sendo um pouco similar a “Aberto para Negócios” de The Sims 2.

Caindo na Noite

O terceiro pacote de expansão chegou para os jogadores em novembro de 2010, movimentando os Sims em bares e boates incríveis, além de adicionar os carros e os temidos vampiros.

A vizinhança de Bridgeport é destaque na expansão, trazendo consigo os apartamentos. Vale dizer que é uma das melhores e mais divertidas vizinhanças de todo The Sims 3.

Gerações

Talvez a melhor expansão em termos de interações e realismo, Gerações chegou em maio de 2011, adicionando diversas coisas que o jogo realmente precisava.

O que vale mais citar dessa expansão é o foco em interações familiares, trazendo então consequências para os Sims desobedientes, mais interações familiares e diversos objetos relacionados à família.

Pets

Em outubro de 2011 chegava Pets, a expansão já esperada pelos fãs que incluía finalmente os mascotes. Dessa vez era possível controlar os animais e escolher algumas ações, além de até mesmo deixá-los ter empregos.

Showtime

Em março de 2012 a expansão Showtime finalmente chegou ao The Sims 3, abrindo as portas para a fama ao Sims que assim desejassem. O pacote trouxe novas profissões relacionadas, como a de cantor e mágico.

Sobrenatural

Em setembro de 2012 chegou o pacote Sobrenatural, muito querida pelos fãs da franquia. Com essa expansão era possível ter lobisomens, bruxas e fadas no jogo, além dos vampiros que já estavam presentes.

Estações

A expansão que adicionava finalmente o clima nos mundos de The Sims 3 chegou em novembro de 2012, trazendo as estações do ano bem definidas, traços novos e novidades como os festivais da estação.

Vida universitária

Em março de 2013 o pacote Vida Universitária chegou trazendo os mundos das Universidades. Diferente de The Sims 2, em que a fase da vida de jovem adulto apenas existia quando num curso superior, aqui, os Sims podiam ir a Universidade mesmo após adultos.

Além disso, a fase jovem adulto não era mais exclusiva da Universidade, tornando-se assim uma fase comum a todos os Sims.

Ilha Paradisíaca

A penúltima expansão de The Sims 3 teve sua adição ao game em junho de 2013, trazendo a opção de morar num belíssimo arquipélago. Com visuais bonitos e novas habilidades como o snorkeling, a expansão fez muito sucesso entre os fãs da franquia.

Snorkeling em The Sims 3
Snorkeling em The Sims 3 – Imagem: Reprodução

No Futuro

No Futuro foi a última expansão lançada para The Sims 3, em outubro de 2013. Com uma vizinhança futurista e um easter egg escondido para The Sims 4, essa expansão trazia também novas habilidades e uma forma interessante de ficar milionário.

Coleções de objetos

Ao todo The Sims 3 contou com 9 coleções de objetos que traziam exclusivamente roupas, acessórios, itens de compra ou construção diferentes para o jogo, sem adicionar, portanto, novas interações ou jogabilidade.

As coleções de objeto lançadas foram então as seguintes:

  • Vida em alto estilo;
  • Acelerando;
  • Vida ao ar livre;
  • Vida urbana;
  • Suíte de luxo;
  • Kate Perry Mundo Doce;
  • Diesel;
  • Anos 70, 80 e 90;
  • Cinema.

Com o acesso ao jogo de forma completa com todos os pacotes de expansão e com as diversas coleções de objetos, era possível ter um game recheado de interações muito bacanas que garantiam horas de diversão sem enjoar.

Literalmente, The Sims 3 tem centenas de conteúdos únicos que valem a pena experimentar e tirar assim o máximo de todas as expansões do jogo.

Afinal, The Sims 3 vale a pena?

The Sims 3 foi um novo marco na franquia Sims, simplesmente pelo fato de trazer um mundo aberto que apresentou total diferença para a jogabilidade na série.

Aliado a isso, os novos gráficos e melhoras no sistema de construção e de colocação de objetos proporcionou então mais originalidade ao que já era muito bem feito em The Sims 2.

No entanto, podemos dizer que apesar disso, o game possui problemas que a EA sequer solucionou até os dias de hoje e erros graves que traziam problemas sérios ao jogador, como o temido erro 12.

Entre todos os games, podemos então dizer que é um dos que apresenta maior número de bugs e problemas, além de ser muito pesado – até mesmo nos dias atuais – tendo travamentos recorrentes mesmo em PCs mais potentes, graças ao sistema de mundo aberto.

Ainda assim, vale dizer que The Sims 3 é incrível dentro do que propõe e suas qualidades enquanto jogo superam sem problemas todos os percalços citados.

Além disso, é um game que ainda não é tão datado quanto as primeiras duas versões do jogo, e, portanto, você pode certamente se divertir muito experimentando The Sims 3 caso tenha a oportunidade.

Sendo assim, concluímos que The Sims 3 vale a pena, ainda nos dias de hoje, graças a quantidade de inovações implementadas e pela qualidade da gameplay.

E para você, vale a pena esse game? Conte para nós nos comentários abaixo.

Veja também:
Carioca, estudante de Direito, servidora pública e apaixonada por vídeo games, tecnologia e cultura pop em geral. Tenho como hobbies consumir e produzir conteúdos relacionados a esses temas que me interessam, e adoro passar horas adquirindo conhecimento sobre os assuntos que mais gosto, tanto que mantenho um canal no Youtube sobre games há 4 anos. Meu contato com inglês vem de longa data, quando notei que para ter acesso a todo um universo de informações, dominar a língua era fundamental.
Seja avisado
Me avise sobre
guest
0 Comentários
Comentários de trechos do post
Ver todos os comentários