Pôster de Tron: O Legado (2010).
Pôster de Tron: O Legado (2010).

Segundo reportagem exclusiva do site de entretenimento norte-americano Variety, a atriz Jodie Turner-Smith estará em Tron: Ares, que será o terceiro filme da trilogia Tron. A atriz se junta a Jared Leto, Evan Peters e Greta Lee que já haviam sido confirmados antes, no elenco da produção. O filme que ainda não tem data de estreia definida é uma produção da Walt Disney Pictures e deve ser protagonizado por Leto, que interpretará Ares um programa de computador que se torna consciente e consegue deixar o mundo virtual e chegar ao mundo real. Além do personagem de Leto, também está confirmado que Greta Lee fará uma programadora tentando proteger uma invenção que pode mudar o mundo.

Jodie Turner-Smith. Foto: Getty Images
Jodie Turner-Smith. Foto: Getty Images

Turner-Smith tem 36 anos e começou a atuar profissionalmente em 2013, primeiro na televisão e depois no cinema. Seus trabalhos mais destacados foram nas séries, The Last Ship, Nightflyers e Ana Bolena: A Rainha. A atriz ainda terá papéis principais em Bad Monkey, da Apple TV e The Acolyte, da Disney+. Nenhuma dessas duas produções televisivas tem data prevista de estreia, e The Acolyte é parte da franquia Star Wars. Ainda não se sabe também, qual será o personagem de Turner-Smith em Tron: Ares, apenas que ela estará no elenco.

Além da atriz, também estarão no filme, como dissemos anteriormente, Jared Leto, Evan Peters e Greta Lee. Essa última deve ser, provavelmente, a protagonista da película, com Leto sendo seu principal antagonista. Lee tem 40 anos e é conhecida principalmente por seus papéis nas séries, Boneca Russa, da Netflix, e The Morning Show, da Apple TV. A atriz também é a protagonista do filme Past Lives, que acaba de estrear nos Estados Unidos e já é apontado como um dos favoritos ao Oscar do ano que vem.

Aos 51 anos de idade, Leto dispensa apresentações. O ator já esteve em tantas produções, tanto no cinema quanto na televisão, que seu nome e seu rosto já são bastante conhecidos por quem gosta de filmes e séries. Entre os seus principais trabalhos estão a atuação em Clube de Compras Dallas (2013) que lhe rendeu um Oscar de melhor ator coadjuvante. Recentemente, o ator fez o Coringa em Esquadrão Suicida (2016), além de ter tido papéis de destaque em filmes grandes como, Blade Runner 2049 (2017), Os Pequenos Vestígios (2021), Casa Gucci (2021) e Morbius (2022). Leto também é o vocalista da banda de rock 30 Seconds to Mars.

Continue depois da publicidade
Jared Leto com sua estatueta do Oscar, recebida por sua atuação em Clube de Compras Dallas (2013).
Jared Leto com sua estatueta do Oscar, recebida por sua atuação em Clube de Compras Dallas (2013).

Evan Peters, cujo papel em Tron: Ares ainda não foi revelado, ficou conhecido por sua participação em diversas temporadas da famosa série norte-americana American Horror Story, além de ter recebido indicações tanto ao Emmy Awards quanto ao Globo de Ouro por sua atuação, respectivamente, em Mare of Easttown e Dahmer: Um Canibal Americano. No cinema, Peters é bastante conhecido por interpretar o Quicksilver (ou Mercúrio, como é mais conhecido em português) nos filmes da franquia X-Men.

Tron: Ares | Roteiro e Direção

Tron: Ares já tem um diretor contratado e um roteiro pronto. O diretor, é o norueguês Joachim Rønning, responsável por trabalhos como, Piratas do Caribe: A Vingança de Salazar (2017), Malévola: Dona do Mal (2019) e Expedição Kon Tiki (2012). Esse último, inclusive, recebeu uma indicação ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro, em 2013. O roteiro de Tron: Ares foi escrito por Jesse Wigutow e Jack Thorne. Wigutow escreveu o roteiro de Acontece nas Melhores Famílias (2003) e estava, até pouco atrás, contratado para ajudar a escrever o roteiro do remake de O Corvo (1994).

Greta Lee na Festa da Vanity Fair no Oscar 2023. Foto de Daniele Venturelli/Getty Images
Greta Lee na Festa da Vanity Fair no Oscar 2023. Foto de Daniele Venturelli/Getty Images

Já, Thorne é muito mais experiente e já escreveu o roteiro de superproduções, como Extraordinário (2017), Radioactive (2019) e Enola Holmes (2020), além de ter também uma carreira premiada na televisão e no teatro. Segundo sites norte-americanos, como o próprio Variety (já mencionado aqui) e o Deadline, as filmagens de Tron: Ares devem começar já agora em agosto, se não houve greve de atores. Lembrando que o Sindicato de Roteiristas dos Estados Unidos (ou Writers Guild of America, em inglês), já está em greve desde 2 de maio desse ano e, recentemente, o Sindicato dos Atores (ou Screen Actors Guild, em inglês) também ameaçou entrar em greve.

Franquia influente

Apesar de a franquia Tron, contar com apenas dois filmes, Tron (1982) e Tron: O Legado (2010), ela é extremamente influente no mundo das produções de ficção científica, principalmente, por seu estilo visual e também por seus efeitos especiais. Lembrando que o primeiro Tron, lançado em 1982 e estrelado por Jeff Bridges, foi um dos primeiros filmes da história a utilizar extensivamente imagens geradas por computador (CGI) em sua produção. As técnicas usadas no filme, acabariam por ser usadas em diversas outras produções e inspirar diversos profissionais da indústria do entretenimento.

Continue depois da publicidade
Cena de Tron (1982).
Cena de Tron (1982).

Produzido a um custo de 17 milhões de dólares, Tron arrecadou cerca de 50 milhões em bilheterias, se tornando um sucesso tanto de crítica quanto de público. Apesar de a bilheteria da obra ter sido menor do que a esperada pelo estúdio. Atualmente, o filme é considerado um clássico cult e também uma das ficções científicas mais importantes já produzidas. A Walt Disney Pictures, que na época produziu e distribui a película, resolveu nos anos 2000, produzir uma continuação da obra.

Lançado em 2010, Tron: O Legado, também ficou abaixo das expectativas do estúdio ao arrecadar 400 milhões de dólares em bilheterias e ter sido produzido a um custo de 170 milhões de dólares. O filme também não agradou tanto assim aos críticos, mantendo atualmente, uma taxa de aprovação de apenas 51% no Rotten Tomatoes, principal agregador de críticas especializadas da internet. Contudo, alguns aspectos da produção agradaram, como a atuação de alguns atores e a trilha produzida pela dupla de música eletrônica, Daft Punk.

Daft Punk em cena de Tron: O Legado (2010).
Daft Punk em cena de Tron: O Legado (2010).

Os produtores de Tron: Ares, inclusive, esperavam que a dupla também compusesse a trilha desse novo filme. No entanto, eles se separaram em 2021. Agora, com o poder que a Walt Disney possui atualmente, ela espera finalmente transformar a franquia Tron em mais uma máquina de dinheiro para o estúdio. É esperar o que sairá desse novo filme e também qual será a reação do público ao terceiro “capítulo” dessa franquia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui