Kate Bishop é a segunda personagem depois de Clint Barton, e a primeira mulher a usar o manto de Gavião Arqueiro, (ou Hawkeye em inglês, sem diferença de gênero) na Terra-616, que é o universo regular da Marvel nos quadrinhos.

Integrante assídua do grupo conhecido nas HQ’s como Jovens Vingadores, a garota improvisou seu primeiro uniforme utilizando “restos” de equipamentos encontrados na Mansão dos Vingadores, que havia sido destruída na época.

O traje foi construído por ela mesma, utilizando itens antigos do Gavião Arqueiro e da Harpia (Bobbi Morse), mas posteriormente a heroína viria a ganhar uma roupa própria e oficial.

Kate Bishop foi criada pelo roteirista Allan Heinberg e pelo artista Jim Cheung, estreando nos quadrinhos em 2005, na revista “Jovens Vingadores” #1.

Kate Bishop
Imagem: Kate Bishop/ Marvel Comics

Kate cresceu em uma família rica de Manhattan, e graças a um encontro inusitado com o Gavião Arqueiro em sua infância, ela se inspirou e começou a se dedicar intensamente aos treinos em artes marciais, esgrima e principalmente arco e flecha.

Depois da morte do Gavião Arqueiro (que retornaria depois dos eventos do arco “Dinastia M”), com vários dos Vingadores se desligando da equipe, Kate Bishop foi um dos heróis adolescentes que se apresentaram para preencher esse desfalque.

Usando nada além da riqueza de sua família e suas próprias habilidades com o arco e flecha, Kate assumiu o manto de Hawkeye, e ajudou a liderar a nova equipe dos Jovens Vingadores.

Ao contrário do que a maioria pensa, a Gaviã Arqueira das HQs não foi treinada pelo Gavião Arqueiro. Clint estava morto no período em que Kate se tornou uma heroína e, ao voltar à vida, ele apenas a aceitou como sua sucessora.

A Gaviã treinou com profissionais de esgrima, arco e flecha e outras modalidades, como foi mostrado em “All-New Official Handbook of the Marvel Universe A to Z” #5, publicada em 2006.

Nesta espécie de manual da Marvel, seu treinamento é melhor detalhado, onde descobrimos que ela estudou tiro com arco, esgrima, kickboxing e várias artes marciais na escola particular Hawthorne Academy e no Interlochen National Music Camp.

Nos últimos anos, houve uma tendência dos artistas, em não mencionar a primeira origem da Gaviã Arqueira, que foi contada em uma edição canônica e um databook, talvez por ser muito pesada e dramática para a temática mais leve e cômica de suas HQs mais recentes.

Na ótima fase escrita por Jeff Lemire, o autor deu novas motivações para Kate se tornar uma heroína, além da fase desenvolvida por Kelly Thompson, onde vemos a garota treinar tiro com seu arco em casa, antes de sua mãe morrer.

Além disso, em “Generations: Hawkeye & Hawkeye” #1, uma página apresenta as origens dos dois Gaviões de forma breve, onde enquanto a de Clint está relativamente completa, a de Kate apenas menciona os eventos de “All-New Hawkeye”, também escrita por Lemire com desenhos de Ramón Pérez.

All-New Hawkeye
Imagem: Kate Bishop/ All-New Hawkeye

Veja mais: 

Em Young Avengers Presents #6 de 2008, escrita por Matt Fraction, Clint Barton propõe um teste para confirmar se Kate está à altura do nome “Gaviã Arqueira”, pedindo a ela um “Tiro de Robin Hood”, onde é necessário que uma flecha atinja e parta outra flecha ao meio, algo considerado quase impossível.

Em “Hawkeye” #10 de 2012, quando Kate decide deixar Clint por causa do comportamento autodestrutivo dele, a garota finalmente consegue realizar esse tiro, o que demonstra que os dois estão no mesmo nível.

Quando o nome Gaviã Arqueira foi sugerido pelos Jovens Vingadores, a garota não gostava nem um pouco de ser chamada assim, mas acabou mudando de ideia quando o próprio Capitão América lhe deu esse codinome.

Mesmo sendo um tipo de sucessora de Clint Barton, Kate Bishop é a única integrante da 1ª fase dos Jovens Vingadores que não possui nenhum tipo de parentesco com heróis ou vilões mais velhos.

O Patriota é neto de Isaiah Bradley, um dos primeiros Super-Soldados, o Rapaz de Ferro é a versão mais jovem de Kang, o Conquistador, Wiccano e Célere são reencarnações dos filhos da Feiticeira Escarlate.

Ainda podemos citar o Hulkling, que é filho do Capitão Mar-Vell, a Estatura, que é filha do Homem-Formiga, e o Visão, que teve seus padrões cerebrais baseados no Rapaz de Ferro e no Visão original.

Curiosamente, com a exceção de Cassie Lang, Kate talvez seja a Jovem Vingadora mais próxima de seu antecessor, inclusive considerando Clint Barton como um membro de sua família.

No arco “Novos Vingadores: A Reunião” #1, publicado em 2009 nos EUA, Bucky Barnes diz que a Gaviã Arqueira tem 16 anos, e em “Jovens Vingadores” #11, de 2013, ela mesma afirma que seu 21º aniversário está próximo.

Caso Bucky esteja certo em seu comentário, o tempo nas histórias em quadrinho teria passado em um ritmo próximo ao do “tempo real” para os Jovens Vingadores, mesmo que essa hipótese não seja aplicada à outros outros personagens.

Antes de ser oficialmente nomeada como Gaviã Arqueira, Kate recebeu várias sugestões de codinomes de seus amigos, como Treinadora e Harpia-Arqueira, mas não aprovou nenhum desses nomes.

Kate Bishop
Imagem: Kate Bishop/ Marvel Comics

Como ambos os Gaviões levam o nome Hawkeye em inglês, eles constantemente se referem pelos codinomes, e isso acabou se tornando um tipo de piada interna.

A história de origem da Gaviã Arqueira

Kate Bishop nasceu em berço de ouro, vinda de uma família muito rica, porém a garota nunca gostou de suas origens, e sempre tentou manter-se afastada de uma vida cheia de futilidades .

Mesmo quando ainda era uma criança, ela se isolava de suas colegas na escola luxuosa em que estava matriculada, afirmando que não queria ser como aquelas meninas, que viviam “vidas idiotas, protegidas e privilegiadas”.

Como sua mãe estava sempre viajando à negócios, seu pai, que era um rico empresário chamado Derek Bishop, acabava sendo a única família que ela tinha.

Em uma certa noite, a jovem Kate ouviu Derek discutindo com alguém, e ao descer para ver o que estava acontecendo, acabou presenciando o próprio pai espancando essa pessoa.

Na manhã seguinte, ela decidiu esconder-se no porta-malas do carro dele para segui-lo, a fim de descobrir do que se tratava aquela briga.

Dessa forma, Kate Bishop descobre que seu pai estava envolvido com criminosos, pagando-os para esvaziar propriedades nas quais tinha interesse, porém estava insatisfeito com os resultados.

Ao ser descoberta, a garota foi encontrada e feita de refém pelos meliantes, e ainda assim, conseguiu escapar deles, correndo o risco de ser pega novamente, até que uma flecha atingiu um dos bandidos.

Neste momento, O Gavião Arqueiro (que já investigava aquela gangue) e outros Vingadores chegaram para resolver a situação.

Mesmo com aqueles heróis superpoderosos ao seu redor, Kate ficou impressionada com aquele homem comum que apenas atirava flechas.

Depois de ser libertada e voltar para sua vida normalmente, ela acabou se tornando mais distante de seu pai e passou a ver o Gavião Arqueiro como um exemplo do tipo de pessoa que queria ser no futuro.

Clint e Kate
Imagem: Clint e Kate/ Marvel Comics

Em algum momento entre a infância e a adolescência de Kate, ela passou a treinar tiro com arco, mas logo sua mãe viria a falecer em Boulder, Colorado.

Kate continuava sem gostar de suas origens, inclusive afirmando que o dinheiro gasto no casamento de sua irmã poderia ter sido doado para caridade. Ao contrário de seus familiares, ela visava seguir uma vida altruísta, ajudando as pessoas.

Entretanto, nem tudo correu como ela esperava, pois um dia enquanto passeava pelo Central Park, Kate foi atacada e abusada, ficando traumatizada, e se isolando em casa por um certo tempo, história que complementa o retcon feito em “All-New Hawkeye” #6, de 2016.

Após se recuperar, a jovem decidiu que iria treinar para garantir que isso nunca mais aconteça com outras pessoas. Treinou arco e flecha ao ponto de ser comparável ao Gavião Arqueiro, além de diversos estilos de artes marciais e esgrima.

Esse treinamento a ajudou a restaurar sua autoconfiança e futuramente a inspiraria a adotar um novo estilo de vida, se tornando uma super-heroína.

Se juntando aos Jovens Vingadores

Kate fez sua estreia nos quadrinhos durante o casamento de sua irmã, que foi invadido por criminosos. A ação foi frustrada pelos Jovens Vingadores, uma equipe que era formada na época por Rapaz de Ferro, Patriota, Hulkling e Asgardiano.

Kate enxergou a oportunidade de se tornar uma integrante do grupo e ajudou na situação com os reféns. Ao ser agarrada por um dos bandidos, apunhalou sua perna e pegou sua arma para rendê-lo.

Esta foi a primeira vez em que a personagem atuou como uma heroína de fato, sendo que na história em questão, já havia sido mencionado que Kate admirava o Gavião Arqueiro desde pequena e sempre quis ser igual a ele.

Depois do ocorrido, ela conhece uma garota chamada Cassie Lang, que se trata da filha do Homem-Formiga, e ambas decidem seguir o grupo de jovens heróis até a Mansão dos Vingadores.

Enquanto Cassie descobre que pode alterar seu tamanho, Kate pega a espada do Espadachim, as flechas do Gavião Arqueiro e os bastões e a máscara da Harpia para montar seu traje.

Os Jovens Vingadores, que agora contavam com as duas novas heroínas, em parceria com os Vingadores, conseguem deter a ameaça de Kang, que veio do futuro em busca do Rapaz de Ferro, sua versão mais jovem.

Mesmo sendo duramente repreendida pelo Capitão América, Kate reúne novamente os Jovens Vingadores, para liderá-los. Além disso, ela decide presenteá-los com novos uniformes.

Após mais aventuras (e mais reprovações dos heróis mais velhos), ocorre mais um encontro entre o grupo e os Vingadores, dessa vez juntos para lidar com uma possível nova Guerra Kree-Skrull, onde o Patriota sofreu graves ferimentos.

Dessa vez foi Kate quem deu uma bronca nos adultos, deixando claro que os Jovens Vingadores estarão de volta à ativa assim que possível, e ainda culpando o Capitão pela hospitalização do Patriota, pela morte dos pais do Wiccano e da mãe do Hulkling.

Os Jovens Vingadores
Imagem: Os Jovens Vingadores/ Marvel Comics

A garota afirma enfaticamente que nada disso teria acontecido se sua equipe tivesse sido devidamente treinada e apoiada pelos Vingadores desde o início dos acontecimentos.

Ao ver como Kate enfrentou sua autoridade, o Capitão decide presenteá-la com o arco e o manto do Gavião Arqueiro, pois segundo ele próprio, apenas Clint Barton era capaz de desafiá-lo daquela maneira.

A aprovação de Clint Barton

Pouco depois da morte de Steve Rogers, o Gavião Arqueiro revelou que estava de volta à vida e se encontrou com Tony Stark, que lhe ofereceu o uniforme e o escudo do Capitão América.

Stark e Barton saem em uma missão e encontram a Gaviã Arqueira e o Patriota, dois heróis ilegais após a Guerra Civil. Naquele momento, Kate Bishop dá uma “senhora bronca” naquele homem que está se passando por Capitão América.

Ela ainda deixa bem claro que desejava honrar o manto do Gavião Arqueiro, e não fingir ser ele, e que foi nomeada como Gaviã Arqueira pelo próprio Steve Rogers, antes de sua morte.

Dessa forma, Clint decide deixar os dois jovens fugirem e naquele momento desiste de ser o Capitão América, além de oficialmente passar a chamar Kate como Gaviã Arqueira.

Esse foi o primeiro encontro oficial entre os dois Gaviões, mesmo que Kate não soubesse que estava falando diretamente com Barton, além de ser um momento decisivo para o Gavião, estabelecendo que ele não ficaria ao lado do Homem de Ferro.

No segundo encontro, Clint, que agora havia assumido o manto do Ronin, foi bem mais rígido, revelando sua identidade para sua sucessora e aplicando um teste na garota.

Para ser considerada como a Gaviã Arqueira, ela deveria realizar com perfeição, um “Tiro de Robin Hood”, onde uma flecha atinge outra flecha. Kate não fez esse tiro, perdendo seu nome e também o seu arco.

Mais tarde, a garota decide invadir a base dos Novos Vingadores para roubar seu arco de volta, mas acaba ouvindo uma conversa inusitada entre Clint e Luke Cage.

O ex-Gavião acredita que os Jovens Vingadores são o futuro dos heróis, e precisam da ajuda de alguém mais experiente. Ele sabe que o mundo precisa da nova equipe, e acredita que essa seria a vontade do Capitão América.

Kate Bishop
Imagem: Clint Barton e Kate Bishop/ Marvel Comics

Nesse momento o Ronin sentiu o perfume de Kate e mais tarde invadiu a base dos Jovens Vingadores para parabenizar sua sucessora.

Ele percebeu que a garota não tinha medo de defender seus ideais, e que ela continuaria assim em qualquer situação, finalmente dando sua benção a ela.

Alguns anos depois, durante o período conhecido como “A Era Heroica”, quando Clint voltou a ser o Gavião Arqueiro, ele disse que Kate poderia manter o seu nome, pois “o mundo é grande o bastante para dois Gaviões Arqueiros”.

Antes de ser oficialmente nomeada como Gaviã Arqueira, Kate recebeu várias sugestões de codinomes de seus amigos, como Treinadora e Harpia-Arqueira. Ela não aprovou nenhum desses nomes.

Em inglês, como ambos os Gaviões Arqueiros se chamam Hawkeye, Kate e Clint constantemente se referem pelos codinomes, como um tipo de piada interna.

Eventualmente, no fim da história “A Cruzada das Crianças”, os Jovens Vingadores se separaram, apesar de alguns deles, como a Gaviã, continuarem na ativa como super-heróis.

A parceria entre Kate Bishop e Clint Barton

Em 2012, na aclamada HQ escrita por Matt Fraction e David Aja, os dois arqueiros se tornaram grandes amigos e parceiros, com Kate aparecendo regularmente a partir da 2ª edição.

Em certos momentos dessa história, ela também agia como um tipo de apoio emocional para Clint, que naquela fase possuía uma personalidade bastante autodestrutiva e instável.

Entretanto, na edição nº 10 da série, a Gaviã perde a paciência e decide atuar em Los Angeles, se tornando uma detetive particular. Nessa mesma revista, ela finalmente conseguiu fazer o famoso “Tiro de Robin Hood”.

Kate também levou o cachorro Sortudo, resgatado e adotado por Clint em “Gavião Arqueiro” #1, de 2012. Durante sua carreira solo, foi estabelecida uma rivalidade entre a Gaviã e a Madame Máscara, além da revelação de que Derek Bishop se associava com criminosos.

Kate Bishop
Imagem: Kate Bishop/ Marvel Comics

Eventualmente, Kate Bishop volta para Nova Iorque e se reencontra com Clint, ajudando-o a derrotar a Gangue do Agasalho de Ginástica, no que é considerado um dos melhores arcos do personagem.

O retorno da Kate Bishop para os Jovens Vingadores

Em determinado momento, os Jovens Vingadores voltam à ativa e essa nova equipe era formada por Wiccano, Hulkling, Marvel Boy (Noh-Varr), Kid-Loki, América Chavez, Prodígio, além da Gaviã Arqueira.

Eles enfrentam uma parasita interdimensional conhecida como “Mãe”, que chegou à Terra-616 quando o Wiccano fez um feitiço para trazer a mãe do Hulking de volta, mais tarde sendo revelado que Loki influenciou esse feitiço, ajudando a Mãe.

Durante esse período, Kate teve um breve relacionamento amoroso com Noh-Varr, mas ele terminou como ela para ficar com a vilã Exterminatrix. Desde então, Marvel Boy e Gaviã Arqueira não se dão tão bem quanto antes. 

A partir daí, a Gaviã Arqueira passou a ter mais aventuras como parceira de Clint, em uma delas, os dois encontram e resgatam crianças superpoderosas em uma base da Hidra, conhecidas como “Projeto Comunhão”.

Novamente Kate abandona o Gavião Arqueiro, mas dessa vez por ele decidir que as crianças estariam em melhores condições, se ainda estivessem nas mãos da Hidra.

Por fim eles acabam se reconciliando e resgatando o Projeto Comunhão novamente, agora deixando as crianças aos cuidados de Barney Barton, o irmão de Clint.

As habilidades de Kate Bishop

Assim como Clint Barton, Kate Bishop não tem nenhuma habilidade sobre-humana, sendo apenas uma lutadora habilidosa e uma atiradora formidável, que não se intimida diante de inimigos muito mais fortes sem medo.

Além disso, a Gaviã Arqueira ainda tem seu próprio arsenal de flechas especiais, que são fornecidas diretamente de Wakanda pelo Pantera Negra, e produzidas em Vibranium.

Um fato que poucos sabem sobre Kate, é que ela também se inspira em outras figuras da vida de Clint, para entrar em combate, empunhando um par de cajados gêmeos como os da Harpia, e até mesmo uma espada como o antigo mentor de Clint, o Espadachim.

Kate Bishop
Imagem: Kate Bishop/ Marvel Comics

Entre suas principais habilidades da Gaviã Arqueira estão, maestria em combate corpo-a-corpo, super pontaria e agilidade muito acima da média. Além disso, ela pode pode desviar das flechas dos adversários, apenas ao observar o modo como eles seguram o arco.

Várias dessas habilidades ela adquiriu treinando tiro com arco, esgrima, kickboxing e várias outras modalidades de artes marciais, na escola particular Hawthorne Academy e no Interlochen National Music Camp.

Atualmente nas HQ’s, Kate não utiliza mais a sua espada e seu arco-e-flecha clássicos, e nem mesmo o arco do Gavião Arqueiro original que recebeu de presente do Capitão América.

Ela usa seu próprio arco e às vezes, um arco Kree que ganhou de presente do Marvel Boy. Durante a Guerra dos Reinos, Kate recebeu o arco místico de Shiva, que assim como o arco Kree, é capaz de gerar as próprias flechas de energia quando a corda é puxada.

Kate lutou contra alguns dos maiores vilões do Universo Marvel, graças à sua participação ativa e na liderança dos Jovens Vingadores.

Ela esteve envolvida em mais de uma batalha entre os impérios Kree e Skrull, e junto com seus companheiros, lutou contra o Doutor Destino em um arco chamado “Vingadores: A Cruzada das Crianças” de 2012, escrito por Allan Heinberg e ilustrado por Jim Cheung.

No outro extremo de suas histórias, Kate Bishop e Clint Barton lutaram contra a máfia russa de Nova York, ou “Os Dráculas do Traje”, como o próprio Clint gosta de se referir a eles.

Lucky, o Pizza Dog

Enquanto Kate Bishop conta com vários Vingadores de elite como amigos, por outro lado, seu aliado mais importante é um cachorro chamado Lucky, ou Sortudo, mais conhecido como o “Pizza Dog”.

Lucky é muito inteligente, e tem um amor por junk food, por isso o apelido de “Pizza Dog”. A aclamada edição “Hawkeye” #11 de 2012, chegou a apresentar uma aventura que se passava inteiramente do ponto de vista do amigo canino.

Originalmente chamado Arrow, ele pertencia a Ivan Banionis e consequentemente à “Gangue do Agasalho”. Clint Barton mostrou-lhe alguma gentileza, e Arrow retribuiu atacando um dos homens de Ivan que estava atirando contra ele. 

Mas o cachorro pagaria um alto preço, sendo cruelmente espancado e jogado no trânsito para morrer.

Clint rapidamente o levou a um hospital veterinário e Arrow sobreviveu às cirurgias, mas perdeu o olho esquerdo. O Gavião Arqueiro então assumiu a propriedade do cão e o renomeou como Lucky.

O “Pizza Dog” se tornou uma figura fixa nas histórias de Clint, embora não demorasse muito para que ele fosse rapidamente incorporado às aventuras da Gaviã Arqueira.

Quando os dois Hawkeyes se separaram, Lucky foi para a Costa Oeste com Kate, e os dois têm sido praticamente inseparáveis ​​desde então.

Gaviões Arqueiros
Imagem: Gaviões Arqueiros/ Marvel Comics

E aí aficionado, o que achou do nosso conteúdo? Deixe sua opinião nos comentários e acompanhe as notícias e análises da nossa página, para que a equipe Proddigital POP possa continuar na jornada do crescimento!

Seja avisado
Me avise sobre
guest
0 Comentários
Comentários de trechos do post
Ver todos os comentários