Nona Gaprindashvili, a primeira mulher a receber o título de “Grande Mestre de Xadrez”, em 1978 e considerada uma das maiores enxadristas do mundo, na década de 1970, está processando a Netflix por difamação.

Os advogados alegam que uma fala do roteiro de O Gambito da Rainha, que faz referencia a Gaprindashvili, apresenta falsas informações sobre ela, utilizando-se de um tom sexista e de menosprezo.

Indicada a 18 prêmios no Emmy 2021, a produção se baseia no romance homônimo escrito por Walter Tevis, e publicado em 1983, onde conhecemos a trajetória de sucesso da enxadrista Elizabeth Harmon, interpretada na série pela atriz Anya Taylor-Joy.

O Gambito da Rainha
Imagem: O Gambito da Rainha/ Divulgação

Beth Harmon foi inspirada no mestre de xadrez Bobby Fischer, que assim como a personagem central da série, começou a praticar xadrez desde os 13 anos e tornou-se campeão mundial ao derrotar um adversário soviético.

No episódio final de O Gambito da Rainha, uma observação sobre a protagonista, feita por um comentarista de xadrez, menciona Nona Gaprindashvili:

“A única coisa incomum sobre ela, realmente, é seu gênero. E mesmo isso não é único na Rússia. Há Nona Gaprindashvili, mas ela é a campeã mundial feminina e nunca enfrentou homens”.

Segundo os representantes legais de Gaprindashvili, a alegação de que ela nunca teria enfrentado homens é falsa, além de ser “altamente nojenta, sexista e colocada na série em tom de menosprezo”.

Segundo a própria enxadrista relata, em 1968, na época em que o episódio se passa, ela já havia competido com pelo menos 59 homens, incluindo até mesmo, 10 Grandes Mestres do Xadrez.

A defesa de Nona Gaprindashvili também afirma que ela se queixa pela nacionalidade russa atribuída a ela na série:

“Adicionando insulto à injúria, a Netflix ainda descreveu Gaprindashvili como russa, mesmo sabendo que ela é georgiana, e que os georgianos sofreram sob a dominação russa quando parte da União Soviética, e têm sido atacados e invadidos pela Rússia, desde então.”

A enxadrista espera receber no mínimo US$5 milhões (cerca de R$ 26,2 milhões, na cotação atual) em indenizações, e também exige que a fala seja retirada da série.

Em nota, a Netflix declarou que sempre teve o maior respeito pela senhora Gaprindashvili e por sua linda carreira, mas acredita que essa queixa não tem mérito e que irá defender essa posição até o final do processo.

O Gambito da Rainha
Imagem: O Gambito da Rainha/ Reprodução

Veja mais:

O Gambito da Rainha foi super aclamada, tanto pela bela atuação de Anya Taylor-Joy no papel central, como também pelo ótimo desenvolvimento do roteiro e por sua qualidade técnica.

A série também impressionou a crítica especializada e o público, além de receber uma resposta muito positiva da comunidade de xadrez, sendo ainda responsável pelo aumento do interesse pelo jogo.

Além de Anya Taylor-Joy como Beth Harmon, o elenco conta também com os atores Bill Camp como Mr. Shaibel, Moses Ingram como Jolene, Christiane Seidel como Helen Deardoff, Rebecca Root como Miss Lonsdale, Chloe Pirrie como Alice Harmon, Akemnji Ndifornyen como Mr. Fergusson e Akemnji Ndifornyen como Mr. Fergusson.

O Gambito da Rainha foi criada por Scott Frank e Allan Scott e tem uma temporada completa disponível no catálogo da Netflix. Confira o trailer abaixo e clique aqui para conferir.

E aí aficionado, o que achou dessa notícia? Deixe sua opinião nos comentários e acompanhe o conteúdo preparado pela equipe Proddigital POP para continuarmos crescendo juntos a cada dia!

Seja avisado
Me avise sobre
guest
0 Comentários
Comentários de trechos do post
Ver todos os comentários