Amazon finalizou as negociações e declarou que chegou a um acordo para adquirir a MGM ou Metro Goldwyn Mayer Inc. pelo valor de US$ 8,45 bilhões. A compra foi reportada através do Deadline nesta quarta-feira (26).

A união que irá reformular drasticamente o catálogo do Prime Video, é a segunda megafusão em poucas semanas, se dando logo após o anúncio da AT&T, sobre a junção entre WarnerMedia e Discovery.

A MGM é responsável por franquias muito lucrativas, como 007, Rocky Balboa, RoboCop, O Silêncio dos Inocentes, Stargate e Tomb Raider, além de séries de TV aclamadas, como Fargo, The Handmaid’s Tale e Vikings.

No total, são mais de 4.000 filmes e 17 mil produções, que unidas, chegam a somar mais de 180 Oscars e 100 Emmys, sem contar os próximos lançamentos do estúdio.

The Handmaid's Tale
Imagem: The Handmaid’s Tale/ Divulgação

O negócio representa uma grande mudança no cenário do streaming, que hoje é liderado por Netflix e Disney+. A tendência de uso dessas plataformas, que já vinha numa crescente, foi muito fortalecida devido à pandemia de covid-19.

Em dezembro de 2020, a empresa já havia sinalizado sua venda, sendo que na época, informou seu valor de mercado estimado na faixa dos US$ 5,5 bilhões, com base em ações negociadas de forma privada, incluindo as dívidas.

Nenhuma das partes divulgou uma data específica para que o negócio seja concluído, mas já foi dito que a transação está sujeita à aprovação pelos órgãos regulatórios do mercado.

De acordo com as declarações da Amazon, tudo que já foi feito pelos estúdios da MGM, irá complementar o que já é produzido atualmente pelo Amazon Studios.

A empresa ainda afirmou que vai fornecer aos assinantes do Prime Video, maior acesso às obras já existentes da MGM, se comprometendo a preservar o legado construído em quase 100 anos de trabalho:

“A Amazon ajudará a preservar o patrimônio e o catálogo de filmes da MGM e fornecerá aos clientes maior acesso às obras existentes.. Através da aquisição, Amazon vai empoderar a MGM que continuará fazendo o que faz melhor: contar histórias”.

A aquisição não deve afetar o lançamento dos próximos filmes da MGM, como 007: Sem Tempo para Morrer. Como reportado anteriormente, os orçamentos de distribuição e divulgação de todos os filmes de 2021 já foram fixados.

A pandemia e o fechamento prolongado das salas de cinema fizeram com que as produções sofressem vários adiamentos. Com lançamento inicialmente previsto para março de 2020, a nova aventura de James Bond deverá chegar às telonas somente a partir de 30 de setembro.

Amazon
Imagem: 007- Sem Tempo para Morrer

Kevin Ulrich, o atual presidente do Conselho de Administração da MGM, fez a seguinte declaração:

“Estou muito orgulhoso de que o Leão da MGM, que há muito evoca a Idade de Ouro de Hollywood, continuará sua história, e a ideia nascida da criação da United Artists vive de uma forma que seus fundadores pretendiam originalmente… A oportunidade de alinhar a história da MGM com a Amazon é uma combinação inspiradora”

O negócio foi fechado em um momento em que a Amazon continua crescendo bastante no comércio eletrônico e deseja entrar com tudo na disputa pelo setor de entretenimento, quando as pessoas estão se voltando cada vez mais para o streaming.

Esta também é a segunda maior aquisição da história da empresa, ficando atrás apenas da compra da rede de supermercados americana Whole Foods, por US$ 13,7 bilhões, em 2017.

Amazon
Imagem: Amazon/ Divulgação

E aí galera, qual sua visão sobre a invasão das empresas de streaming no universo cinematográfico? Deixe sua opinião nos comentários!!

E não marque bobeira!!!

Fique por dentro das novidades sobre o streaming em Proddigital POP e também siga nossas redes sociais Instagram, Twitter, Facebook e Pinterest para não perder nenhuma novidade no universo da cultura POP!!

 

Leia Mais:
Seja avisado
Me avise sobre
guest
0 Comentários
Comentários de trechos do post
Ver todos os comentários