Personagem lord voldemort
Lord Voldemort - Divulgação

O Lord Voldemort, antagonista principal da saga Harry Potter, é um dos personagens mais relevantes e complexos de toda a franquia. E, neste artigo, você vai poder mergulhar fundo na construção, biografia e papel do Lorde das Trevas. Acompanhe!

Quem é o Lord Voldemort?

Tom Marvolo Riddle, o Lord Voldemort, trata-se de um personagem fictício e principal antagonista da saga de livros/filmes Harry Potter, da autora britânica J. K. Rowling. Junto ao trio protagonista – Rony Weasley, Hermione Granger e o próprio Harry – ele é um personagem central da obra. Voldemort foi um bruxo mestiço que, através de sua busca incessante por poder, alcançou o status de bruxo das trevas mais poderoso de todos os tempos.

O personagem fez sua primeira aparição ainda na obra inaugural da franquia, Harry Potter e a Pedra Filosofal, retornando posteriormente, seja pessoalmente ou através de flashbacks, em todas as partes seguintes, com exceção de Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban, onde seu nome é somente mencionado.

Lord Voldemort é justamente o arqui-inimigo de Harry Potter, o garoto da profecia, que tem o poder de derrotá-lo. É justamente por isso que o Lorde das Trevas, como também é chamado, acaba tentando assassinar Harry quando ainda bebê. A missão, no entanto, acaba falhando, terminando somente com a morte dos pais do garoto, Lílian Evans Potter e Tiago Potter, e com a famosa cicatriz em sua testa, na forma de um raio.

A temerosidade quanto ao vilão é tanta que quase todos os bruxos nem mesmo se atrevem a pronunciar seu nome. É daí que surgem os diversos apelidos que o personagem possui, como “Aquele Que Não Deve Ser Nomeado”.

Na trama, Voldemort é dono de uma obsessão pela pureza do sangue, e busca livrar o mundo bruxo da herança trouxa. Para isso, quer conquistar o mundo trouxa e o mundo bruxo. Ele é também o último descendente de Salazar Sonserina, um dos responsáveis por fundar a Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts, sendo ainda o líder dos Comensais da Morte, bruxos malignos dedicados à sua causa.

Biografia ficcional do personagem

Infância

Nascido no dia 31 de dezembro de 1926 como Tom Marvolo Riddle, o Lord Voldemort é filho de Tom Riddle, um homem trouxa bastante rico, e da bruxa Merope Gaunt, que descende de Salazar Sonserina, que acabou falecendo logo depois de dar à luz.

O início da relação entre os dois ocorreu de forma forçada, já que Merope utilizou uma porção do amor para atrair a atenção do Tom Riddle pai. Posteriormente, já grávida, ela decidiu quebrar essa magia, imaginando que seu amado, agora conscientemente, ficaria ao seu lado. Ao recuperar seus sentidos, no entanto, ele abandonou a mulher.

Sem seu pai e com sua mãe morta, o jovem Tom Riddle filho acabou crescendo em um orfanato trouxa. Seu nascimento, aliás, ocorreu no próprio orfanato, depois de Merope, bastante debilitada, seguir até a porta da instituição em seus momentos finais.

Descobrindo a magia

Como ninguém sabia sobre a origem da mulher, Riddle cresceu sem saber que era um bruxo. Isso não significa, porém, que não tivesse ciência de suas habilidades. Na verdade, ele, mesmo jovem, já conseguia dominar bastante sua capacidade: levitação de objetos, manipulação de animais, falar a língua das cobras, etc. Era um verdadeiro prodígio.

A maldade, no entanto, já fazia parte dele desde essa época, com os demais órfãos sendo vítimas de suas ações. Foi somente quando completou 11 anos de idade, recebendo a visita de Alvo Dumbledore, então professor de Transfiguração, que descobriu a magia que tinha em suas mãos e sua origem bruxa.

Mesmo com sua pouca idade, alguns traços eram bem marcantes no jovem bruxo, sintetizados em seu desejo de ser diferente de todos. A aversão a seu nome, muito comum, demonstra bem isso. Outro ponto relevante era o seu medo da morte, o que julgava ser uma fraqueza humana.

Chegada a Hogwarts

Sem saber que o jovem Tom Riddle se tornaria o bruxo das trevas mais poderoso de todos os tempos, Dumbledore o levou para a Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts, onde ficou na Casa Sonserina. Na escola, ciente do poder do Ministério da Magia, Tom mudou seu comportamento, e passou a buscar ganhar todos os professores e funcionários, escondendo sua verdadeira índole.

Dumbledore, é claro, era o único que sabia dos seus atos no orfanato, e do terror que ele causava anteriormente. Assim, embora não desconfiasse do garoto, sempre manteve-se de olhos abertos. Foi por isso que, com o tempo, ele passou a desprezar e temer o professor. Ao todo, Tom ficou entre os anos de 1938 a 1945 em Hogwarts, passando os verões no orfanato, apesar de detestar o lugar.

Os primeiros Comensais da Morte

Na escola, Riddle conseguiu reunir uma gangue de encrenqueiros da Casa Sonserina. O grupo era formado por alunos ambiciosos que buscavam glória, fracos que buscavam proteção e por bandidos que buscavam um líder. Em termos práticos, eles foram seus primeiros Comensais da Morte, apesar do jovem vilão apresentá-los como amigos em público.

Adotando o nome Lord Voldemort

Como julgava a morte como uma fraqueza, e desconhecia ainda sua verdadeira origem, Tom Riddle achava que seu pai era um bruxo. Afinal, se sua mãe dominasse a magia, não teria morrido. Esse enigma acabou atraindo bastante sua atenção no período da escola, com uma busca incessante em conhecer mais sobre seu passado.

Após procurar bastante por registros em Hogwarts, ele acabou convencendo-se de que era realmente sua mãe a verdadeira bruxa. Abominando o fato do seu pai ser trouxa, foi nessa época que ele adotou o apelido Lord Voldemort, a fim de evitar lembrar-se dele.

Abrindo a Câmara Secreta

Aprofundando-se em sua ancestralidade, ele acabou focando em seu nome do meio, Marvolo, e descobriu que ele veio de seu avô materno, Marvolo Gaunt. A partir desse ponto, ficou claro sua conexão com a linhagem Gaunts e com Salazar Slytherin.

O fato o levou posteriormente a encontrar a Câmara Secreta de Hogwarts, isso quando cursava seu 5º ano. Sendo herdeiro de Slytherin, através da linhagem de sua mãe, Tom não teve dificuldades em abrir a câmara e domar o basilisco. O local foi criado para limpar a escola dos nascidos trouxas, que, ao ver de Salazar e do próprio Tom, não eram dignos de estudar magia.

Em 1943, o basilisco feriu bastante alunos em Hogwarts, o que levou a necessidade de fechamento da escola. Como não queria retornar de forma permanente ao orfanato, o jovem Lord Voldemort acabou fechando a câmara e dando um culpado para os casos, Rúbeo Hagrid e Aragogue, sua acromântula de estimação.

A versão convenceu a todos, menos Dumbledore. Em todo caso, o pequeno bruxo das trevas concluiu que não seria possível concluir sua missão enquanto aluno. Foi por isso que ele criou sua primeira Horcrux, seu diário escolar, a fim de que outro pudesse reabrir a câmara futuramente.

Aprendendo sobre as Horcruxes

Enquanto frequentava Hogwarts pelo 6º ano, Tom Riddle usou a confiança que havia conquistado por parte do professor Slughorn para descobrir mais sobre as Horcruxes, maldição em que se divide a alma, depositando as partes em diferentes objetos. Para isso, o bruxo precisa cometer aquele considerado como o maior e mais cruel de todos os crimes: assassinar um ser humano.

Seu objetivo era tornar-se imortal, mas a ausência de informações sobre a divisão da alma em múltiplas Horcrux o fizeram recorrer a Slughorn, que era bastante culto e experiente. Mesmo desconhecendo sua intenção e horrorizado com a possibilidade, o professor tentou esclarecer suas dúvidas.

Embora fosse aparentemente impossível, sua meta era criar 7 divisões, sendo esse o número mágico de maior poder. A primeira delas, como mencionado, foi seu diário escolar; já a segunda foi o anel herdado.

No ano seguinte, o seu sétimo, ele acabou sendo nomeado o monitor-chefe e suas habilidades o fizeram se destacar em todos os exames. Como afirmado pelo próprio Dumbledore, inegavelmente, Tom foi um dos alunos mais brilhantes que Hogwarts já teve.

Pondo fim a sua família paterna

Antes de terminar a escola, o jovem Lord Voldemort confrontou ainda seu passado, ao visitar seu tio materno Morfino Gaunt. Foi ele quem forneceu a identidade de seu pai trouxa. Enfurecido, Tom pegou a varinha do seu tio, e utilizou a Maldição da Morte para assassinar seu pai, Tom Riddle, seu avô paterno, Thomas Riddle, e sua avó paterna, Mary Riddle.

Para encobrir o crime, fez com que Morfino Gaunt acreditasse ser o autor dos atos. Assim, com a investigação do Ministério da Magia em andamento, rapidamente o tio assumiu as mortes, recebendo uma sentença de prisão perpétua, cumprida em Azkaban. Foi nesse período também que Tom pegou o anel herdado da família Gaunt e o transformou em sua segunda Horcrux.

O Lorde das Trevas

Após finalizar seus estudos, apesar de tentar, seu sucesso, já que era muito jovem, ser professor em Hogwarts, o Lord Voldemort começou a trabalhar no Borgin e Burkes, uma loja de antiguidades, onde ficou por alguns anos. Foi lá onde ele conheceu Hepzibá Smith, uma velha rica que descendia diretamente de Helga Hufflepuff. A idosa tinha dois tesouros especiais, que logo despertaram o interesse do bruxo: a Taça de Helga Hufflepuff e o Medalhão de Salazar Slytherin.

Seu desejo o fez matar a mulher, roubar ambos os itens e fugir, abandonado seu emprego. A taça e o medalhão transformaram-se em sua quarta e quinta Horcrux. Anteriormente, ele já havia reservado uma terceira parte de sua alma no diadema de Rowena Ravenclaw.

Depois do evento, Riddle desapareceu por 10 anos, utilizando esse período para aprofundar-se na Arte das Trevas. As tantas divisões de sua alma o fizeram perder sua beleza, criando a característica aparência deformada de seu rosto. Como resultado, ele passou a utilizar abertamente o nome Lord Voldemort.

O retorno do bruxo das trevas ocorreu ainda de forma pacata, com mais uma tentativa sua de ocupar o cargo de professor de Defesa Contra as Artes das Trevas em Hogwarts. Seu pedido, no entanto, foi negado pelo novo diretor, Alvo Dumbledore, que sabia que seu desejo não era ensinar.

Seu passo seguinte foi preparar-se para uma guerra bruxa, a fim de cumprir seus objetivos primários de dominar o mundo trouxa e bruxo. Para isso, buscou conquistar mais Comensais da Morte, seguidores de sua causa – seus servos – e ampliar seus poderes, como a Legilimência (capacidade de extrair sentimentos ou lembranças de uma outra pessoa).

A Primeira Guerra Bruxa

No ano de 1970, o Lord Voldemort – agora seu nome oficial, por assim dizer – deu início à chamada Primeira Guerra Bruxa. A seu favor, utilizou as criaturas que o mundo bruxo havia rejeitado anteriormente, como os gigantes e lobisomens, que se tornaram seus aliados.

Alvo Dumbledore ainda era a única pessoa que o Lorde das Trevas temia, o que dava segurança a Hogwarts. O diretor foi o criador da Ordem da Fênix, com o objetivo de lutar contra ele. Mas a guerra se manteve por longos 11 anos, com muitos ficando com medo, inclusive, de pronunciar o nome Voldemort .

A profecia

O nascimento de Harry Potter (dia 31 de julho de 1980), filho de Lílian Evans Potter e Tiago Potter, bruxos integrantes da Ordem da Fênix, ocorreu em meio a uma profecia que previa a derrota do Lord Voldemort.

Era o décimo ano da guerra – o Lorde das Trevas atingia o auge do seu poder -, quando Sibila Trelawney, que realizava uma entrevista para ocupar a posição de Professora de Adivinhação, profetizou que a criança nascida daqueles que o desafiaram 3 vezes, nascido ao terminar do 7º mês, seria quem venceria Voldemort.

No momento em que ocorre essa entrevista com Dumbledore, Severo Snape que era um Comensal da Morte infiltrado em Hogwarts, ouviu uma parte da profecia – interrompida, devido a sua presença -, e logo foi contar os fatos para seu mestre.

A previsão nomeava Harry Potter e Neville Longbottom, as únicas crianças que atendiam aos critérios. O que acontece é que ela estava incompleta, e a decisão de Voldemort em atacar Harry, quando este tinha somente 1,3 anos, foi crucial para seu fim.

O ataque não saiu como esperado, com o Lorde das Trevas conseguindo assassinar, inicialmente, Tiago Potter, e depois Lílian Evans Potter, que se sacrificou para proteger seu filho. A atitude da mãe causou a derrota do vilão, levando ao fim da Primeira Guerra Bruxa em 1981.

Harry Potter, que acabou, acidentalmente, transformando-se em mais uma Horcrux, sobreviveu, ficando com sua característica marca de raio na testa. O garoto foi o único sobrevivente conhecido da Maldição da Morte.

Um ponto importante a destacar é que a localização da família Potter, que estava escondida, foi dada por Pedro Pettigrew, então integrante da Ordem da Fênix, mas que aliou-se a Voldemort. Foi ele quem incriminou Sirius Black, padrinho de Harry, pela morte de 12 trouxas e por seu assassinato – encenado.

Retorno do Lord Voldemort

Após o ocorrido no confronto com os Potter, a parte restante da alma destroçada do Lord das Trevas escapou. Apesar de agora ser menos ainda que um simples espírito, ele ainda permaneceu vivo, por assim dizer. Seus Comensais da Morte ou foram mortos, ou reintegrados à sociedade (os que não tiveram a identidade descoberta), ou presos em Azkaban.

Durante esse período, permaneceu refugiado nas florestas da Albânia, possuindo cobras, por exemplo. Infelizmente, para ele, os Aurores ainda buscavam vestígios seus, o que lhe impossibilitava de seguir até alguma comunidade e possuir algum ser humano.

De toda forma, ele ainda tentou de todos os modos reaver sua forma física, como na missão de procura a Pedra Filosofal. Seu retorno efetivo ocorreu somente durante os eventos do Torneio Tribruxo, realizado em Hogwarts, no ano de 1994.

Segunda Guerra Bruxa

Retornado com seus plenos poderes, o Lorde das Trevas buscou dar continuidade ao que tinha começado anteriormente. Ele conseguiu reaver seus mais fiéis Comensais da Morte, e iniciou uma busca pelas Relíquias da Morte (Capa da Invisibilidade, Pedra da Ressurreição e a Varinha das Varinhas), itens mágicos de grande poder, que foram criados pela própria Morte.

Enquanto isso, Harry Potter, Hermione Granger e Rony Weasley iniciavam sua missão para destruir as Horcruxes, a fim de acabar de uma vez por todas em Voldemort. Sua morte ocorreu durante a Batalha de Hogwarts, mais precisamente no dia 2 de maio de 1998.

A criação do Lord Voldemort

Depois de formar a ideia base de sua obra, J. K. Rowling criou o personagem Lord Voldemort para ser o inimigo de Harry Potter. Intencionalmente, ela acabou não detalhando no início a história do vilão, uma vez que, dado todos os fatos ocorridos, com Harry descobrindo somente aos 11 anos que era bruxo e que o Lorde das Trevas havia matado seus pais, seria ele o primeiro que deveria saber de toda a verdade.

Apesar de ser um meio sangue, o personagem odeia os bruxos que não são puro sangue, acreditando que eles não têm o direito de estudar magia. De acordo com a autora, essa é uma característica encontrada em valentões típicos, que odeiam a si mesmos. Para ela, os maiores valentões costumam pegar o que acreditam ser seus defeitos, colocá-los em outras pessoas e tentar destruí-los.

Outra descrição dada por Rowling, posteriormente, é de que o personagem trata-se de um psicopata furioso, o associando a tiranos da vida real. Apesar disso, ele não teve nenhuma inspiração real.

O papel do Lord Voldemort em cada um dos filmes da saga

Harry Potter e a Pedra Filosofal (2001)

É em Harry Potter e a Pedra Filosofal, o primeiro livro/filme da saga, que somos apresentados à história de Harry e do Lord Voldemort. Ele é focado já nos eventos posteriores ao fim da Primeira Guerra Bruxa, quando Potter atinge 11 anos de idade, descobre que é bruxo, e é conduzido a Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts.

Há aqui a apresentação inicial sobre o evento onde Voldemort, o Lorde das Trevas, tenta matar o jovem, mas acaba conseguindo tirar a vida apenas de seus pais. Com seu corpo dissolvido, o vilão tenta agora recuperar sua forma física.

Para isso, conta com a ajuda de Quirino Quirrell, o professor de Defesa Contra as Artes das Trevas de Hogwarts, se agarrando à parte de trás de sua cabeça. A ideia é conseguir a Pedra Filosofal, artefato capaz de conceder a imortalidade a seu proprietário, mas é impedido por Harry e seus amigos.

Harry Potter e a Câmara Secreta (2002)

O segundo filme/livro, Harry Potter e a Câmara Secreta, aborda a temática da Câmara Secreta, local que Voldemort, ainda como Tom Riddle, abriu quando jovem, e fechou novamente, com a esperança de que, no futuro, alguém reabrisse e liberasse o basilisco.

Assim, a manifestação do vilão ocorre através do próprio Tom, por meio do seu diário escolar, sua primeira Horcrux. O diário é encontrado por Gina Weasley, que tem uma queda por Harry, e é utilizada como peão para a abertura da câmara. Novamente, o basilisco ataca estudantes em Hogwarts, mas Harry e seus fiéis amigos conseguem derrotar o monstro com a Godric Gryffindor.

Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban (2004)

Como mencionado, Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban é a única parte da obra onde o Lord Voldemort não aparece. De todo modo, seu nome é bastante mencionado, já que a trama gira em torno dos mistérios envolvendo a morte dos Potter.

Apesar de todos acreditarem que estava morto, Pedro Pettigrew era agora um animago, vivendo sob a identidade de Perebas, o rato de estimação de Rony Weasley. No início da obra, ele acaba sumindo misteriosamente.

Tudo ocorre enquanto um temido prisioneiro foge de Azkaban, Sirius Black, que foi preso justamente por assassinar Pettigrew e 12 trouxas. A injusta prisão ocorreu depois que Sirius, grande amigo dos Potter e padrinho de Harry, descobriu a traição realizada por Pedro, que também era um aliado.

Harry Potter e o Cálice de Fogo (2005)

Em Harry Potter e o Cálice de Fogo, depois de mais de 12 anos após sua queda, o Lord Voldemort consegue efetivamente ressurgir em seu corpo físico. A trama inicial ocorre em torno do Torneio Tribruxo, que acontece em Hogwarts e tem Harry Potter como um dos campeões representando a escola – tudo arquitetado pelo vilão.

Com a ajuda de Pedro Pettigrew, o Lorde das Trevas é capaz de criar, originalmente, um pequeno corpo rudimentar. Isso já é mais que o suficiente para que ele seja transportado e possa conjurar magia.

Sem a Pedra Filosofal, o vilão opta por uma antiga magia negra, onde utiliza o sangue de Harry (seu inimigo mais odiado); os ossos de seu pai (Tom Riddle); e a carne de um servo (Pedro Pettigrew), entregue de forma voluntária. Esse é o retorno efetivo do Lorde das Trevas.

Harry Potter e a Ordem da Fênix (2007)

Apesar de Harry alegar a volta do Lord Voldemort, o Ministério da Magia se recusa a acreditar nessa situação em Harry Potter e a Ordem da Fênix. Tudo se torna ainda mais tenso quando ocorre uma fuga em massa de Azkaban, com alguns dos mais fiéis Comensais da Morte de volta. Esse é o caso de Bellatrix Lestrange.

A situação leva a uma nova criação da Ordem da Fênix, com o objetivo de lutar contra os servos do Lorde das Trevas. Trata-se de uma fase crucial da Segunda Guerra Bruxa.

Na trama, Voldemort confronta Harry Potter e tenta possuí-lo. A ação acaba não surtindo efeito, já que o jovem bruxo está repleto de amor, a maior fraqueza do vilão. No fim, ele decide mostrar-se ao Ministério da Magia, que é obrigado a reconhecer sua volta.

Harry Potter e o Enigma do Príncipe (2009)

Em Harry Potter e o Enigma do Príncipe, Lord Voldemort e os Comensais da Morte começam a espalhar o terror no mundo bruxo. O vilão inicia sua escalada ao poder, atacando membros da Ordem da Fênix e realizando outras ações, assassinatos, etc. É aqui também onde é possível conhecer mais sobre a história inicial de Tom Riddle, seus pais, nascimento e evolução.

A trama dessa parte da obra tem como foco ainda a arquitetação do plano do vilão em assaltar Hogwarts e assassinar Alvo Dumbledore. Tudo é executado por Draco Malfoy, que fica responsável por transportar Comensais da Morte até a escola.

Harry Potter e as Relíquias da Morte: Parte 1 (2010) e Harry Potter e as Relíquias da Morte: Parte 2 (2011)

No último livro da saga, Harry Potter e as Relíquias da Morte, que acabou transformando-se em dois filmes, o Lord Voldemort busca as referidas relíquias criadas pela Morte, a fim de atingir o poder supremo.

A primeira que ele conquista é a Varinha das Varinhas, roubando-a do túmulo de Dumbledore, mas ficam faltando ainda a Capa da Invisibilidade e a Pedra da Ressurreição.

Enquanto isso, Harry, Hermione e Ron estão em uma missão para destruir todas as Horcruxes criadas pelo vilão. É uma corrida contra o tempo em ambos os lados, mas onde os protagonistas conseguem levar a melhor. Na Batalha de Hogwarts, Lord Voldemort é finalmente destruído.

Curiosidades sobre o Lord Voldemort

1. Descendentes maus

O bruxo das trevas mais poderoso de todos os tempos não surgiu assim do nada. Na verdade, a maldade do Lord Voldemort já era alimentada ao longo de gerações e gerações.

Ancestralmente, a linhagem familiar de Tom descende da Casa Gaun, uma antiga família bruxa, cuja uma das características mais marcantes era a produção de indivíduos violentos e instáveis.

Uma das grandes motivações para isso deve-se ao fato dos Gaunts buscarem manter uma linhagem pura. Para isso, era comum que eles se casassem entre primos. Isto é, a endogamia ou consanguinidade levava a essas produções.

2. Foi interpretado por diferentes atores

Durante toda a saga Harry Potter, o Lord Voldemort foi interpretado por 6 atores diferentes, um número significativamente elevado. Isso deve-se, em parte, pelos flashbacks envolvendo o personagem, exigindo atores para interpretar diferentes idades suas. Acompanhe:

  • Ralph Fiennes – a versão final e principal de Voldemort, com ele adulto, de pele branca, careca e sem nariz (a mais conhecida) foi feita por Ralph Fiennes. Ele aparece desde o ressurgimento do vilão, em Harry Potter e o Cálice de Fogo (2005);
  • Christian Coulson – em Harry Potter e a Câmara Secreta (2002) há um vislumbre de como o Lorde das Trevas era enquanto jovem. O papel, nesse caso, é interpretado por Christian Coulson;
  • Hero Fiennes-Tiffin – a versão mais jovem de Voldemort que consta nos cinemas, mostrada em um flashback onde Dumbledore o visita no orfanato, quando estava com 11 anos de idade, é interpretada pelo sobrinho de Ralph Fiennes, Hero Fiennes-Tiffin;
  • Frank Dillane – em Harry Potter e o Enigma do Príncipe (2009) há um flashback mostrando a memória de Slughorn, onde é possível ver o vilão jovem. No papel, está Frank Dillane;
  • Ian Hart – Ian Hart é o ator responsável por dar vida ao professor Quirino Quirrell – Harry Potter e a Pedra Filosofal (2001) – em quem Voldemort acaba se hospedando atrás de sua cabeça. A imagem que se tem da face de Voldemort foi criada por CGI, mas tendo como base o rosto de Hart, que cedeu também sua voz;
  • Richard Bremmer – também em Harry Potter e a Pedra Filosofal (2001) é Richard Bremmer quem o interpreta em um flashback. Nele, é mostrado o vilão com um capuz, enquanto vai invadir a casa dos Potters.

3. Diferentes nomes de Lord Voldemort

Outra curiosidade interessante sobre o Lord Voldemort é que ele possui diferentes nomes. Como mencionado, Voldemort é uma nomenclatura que ele próprio escolheu, a fim de renegar seu pai trouxa. Seu nome de batismo é Tom Marvolo Riddle (Tom Riddle), sua versão humana, por assim dizer.

Além disso, ele também é comumente chamado de Lorde das Trevas. E com o medo da pronúncia de seu nome, outros apelidos surgiram, como Aquele Que Não Deve Ser Nomeado ou Você Sabe Quem.

4. Parentesco de Lord Voldemort com Harry Potter

Apesar de ser essa uma informação que acaba passando despercebida, o Lord Voldemort carrega um parentesco distante com Harry Potter, seu maior inimigo. Tudo está diretamente relacionado ao Conto dos Três Irmãos, com a origem das Relíquias da Morte.

Dos irmãos – Antioch Peverell, Cadmus Peverell e Ignotus Peverell – Voldemort carrega uma descendência de Cadmus, por parte da família Gaunt; enquanto Harry descende de Ignotus, cuja linhagem se interligou ao Potter. Além disso, a grande maioria das grandes famílias bruxas carrega uma ancestralidade em comum.

Considerações finais

Como foi possível observar, o Lord Voldemort é um dos personagens mais importantes da franquia Harry Potter, juntamente com o trio protagonista principal: Harry, Hermione Granger e Rony Weasley. E, sem dúvidas, sua construção contribuiu bastante para o sucesso da saga.

Carioca, estudante de Direito, servidora pública e apaixonada por vídeo games, tecnologia e cultura pop em geral. Tenho como hobbies consumir e produzir conteúdos relacionados a esses temas que me interessam, e adoro passar horas adquirindo conhecimento sobre os assuntos que mais gosto, tanto que mantenho um canal no Youtube sobre games há 4 anos. Meu contato com inglês vem de longa data, quando notei que para ter acesso a todo um universo de informações, dominar a língua era fundamental.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui