O Mandarim se encaixa em uma categoria de personagens, que além de icônicos e extremamente importantes para a maioria dos leitores, se tornaram parte também da história da Marvel.

O vilão foi criado por Stan Lee e Don Heck, aparecendo pela primeira vez na revista “Tales of Suspense #50″, publicada em 1964, que trazia uma das aventuras do Homem de Ferro.

Ele é mais um dos clássicos antagonistas que garantiram presença em várias histórias da editora, em arcos importantes que marcaram gerações de leitores, fazendo parte da memória afetiva daqueles que são apaixonados por quadrinhos.

Porém, assim como outros personagens das HQ’s, o Mandarim tem mais de uma história de origem. Na versão mais moderna, o vilão, que na verdade se chama Wenwu, é filho de uma garota de programa inglesa que vivia na China.

O garoto foi forçado a trabalhar desde muito pequeno, mas quando sua mãe morreu por overdose de drogas, ele decidiu assassinar o cafetão, que supostamente era seu pai. A partir daí, Wenwu se tornaria um fugitivo e começaria sua jornada pelo mundo.

Imagem: Mandarim - Marvel Comics
Imagem: Mandarim/ Marvel Comics

Esta origem mais moderna do personagem não é muito querida pelos leitores, que preferem a história criada na década de 1960. Em um certo ponto, as duas versões começam a ficar bem parecidas, mas o início com certeza é completamente diferente.

Na versão clássica, Wenwu nasceu na China, onde era filho de um casal de aristocratas, sendo que seu pai descendia diretamente da linhagem de Gengis Khan. Porém, seus pais foram assassinados durante a Revolução Comunista, e o garoto foi criado por uma velha tia amargurada.

Cada centavo restante da fortuna de sua família, que não foi roubado pelos comunistas, utilizou-se na formação acadêmica e também no treinamento físico e de combate durante a sua juventude.

Como resultado, além de um gênio científico e um estrategista brilhante, no decorrer dos anos, Wenwu também acabou se tornando um exímio artista marcial com grande domínio do seu Chi.

Ao chegar na vida adulta, não restava mais nada de sua herança e além disso, sua casa também foi tomada pelo governo chinês. Este fato fez com que ele começasse a vagar pelo mundo, passando até mesmo por lugares onde ninguém havia estado antes.

A partir desse ponto, as versões moderna e clássica da origem do vilão começam a convergir, quando Wenwu caminha por um lugar conhecido como o Vale Proibido dos Espíritos, e acaba a se deparando com uma caverna ancestral, que as lendas antigas diziam, ser habitada por um dragão.

Ninguém se atrevia a pisar nesse local, mas como não tinha nada a perder, o rapaz se aventurou, e o que encontrou lá dentro, iria mudar o seu destino para sempre. Se tratava dos destroços de uma antiga nave estelar, que havia caído alí há milhares de anos atrás.

A espaçonave pertencia a um viajante alienígena da raça Makluan, conhecido como Axonn Karr. Estes seres eram extremamente inteligentes e sua tecnologia era muito mais avançada, contudo, sua forma física era bem parecida com a de um dragão.

Axonn Karr
Imagem: Axonn Karr/ Marvel Comics

Axonn Karr foi confundido com um monstro pelos nativos daquela região, que o machucaram gravemente e o deixaram a beira da morte. Mesmo ferido, ele conseguiu sobreviver por muitas eras dentro de sua espaçonave, entrando em processo de hibernação.

Ao encontrar a criatura, Wenwu não hesitou em matá-la, deparando-se por fim, com o mecanismo que fazia sua nave funcionar. Eram dez relíquias antigas, que se pareciam muito com anéis e que cediam poderes incríveis ao seu portador.

Depois de estudar minunciosamente os artefatos, o vilão descobriu que eles na verdade se tratavam de invólucros. Cada um deles continha a essência de um guerreiro cósmico lendário, onde cada um era a fonte de um poder específico.

Usando o que aprendeu com a tecnologia alienígena, Wenwu conquistou os vilarejos da região e se tornou um verdadeiro ditador, obstinado a fazer com que o mundo inteiro pagasse por tudo o que ele sofreu durante sua juventude

O vilão reuniu forças para se tornar um poderoso e influente traficante de armas, finalmente ganhando o título de Mandarim. Ele sempre entra em confronto com o Homem de Ferro, devido ao seu interesse pelas armas desenvolvidas pela Stark Industries.

Um fato muito interessante, é que os anéis não são simplesmente artefatos de poder, mas sim uma força sobrenatural, sendo que cada um deles possui até mesmo um tipo de personalidade específica.

Já foi estabelecido nos quadrinhos, que as relíquias podem se comunicar telepaticamente entre si e também com seu portador. Seus poderes funcionam individualmente, porém unidos, eles se complementam e se tornam bem mais eficientes.

Mandarim
Imagem: Mandarim/ Marvel Comics

Nossa equipe fez uma relação com os nomes dos dez anéis do Mandarim, seus respectivos dedos e alguns outros personagens que já foram capazes de utiliza-los. Confira abaixo:

Anéis da mão esquerda

Explosão de Gelo- Zero

Posição: Dedo mínimo da mão esquerda.

Este anel permite ao seu usuário, liberar ondas de frio intenso e gelo, podendo criar construtos sólidos de gelo, atordoar inimigos, reduzir a temperatura de alvos até zero grau e congelar de dentro para fora suas vítimas.

Mento-Intensificador- The Liar (Mentiroso)

Posição: Dedo anelar da mão esquerda.

Este anel permite ao seu usuário, manipular energias psíquicas e mentais, criando ilusões e fazendo seus alvos ficarem sugestivos a ordens e comandos telepáticos. Além disso, ele serve para deixar pessoas em um estado de paralisia mental.

Explosão Elétrica- Lightning (Relâmpago)

Posição: Dedo médio da mão esquerda.

Este anel permite a manipulação e liberação de energia elétrica bruta em vários estados diferentes. É um anel pouco explorado, e seus limites de poder nunca foram revelados.

Maestro Relâmpago era um artista decadente da Broadway que tentou criar uma peça sobre a vida de Tony. Quando o próprio Tony o demitiu por suas ideias absurdas, ele resolveu se vingar utilizando o anel Relâmpago.

Explosão de Chamas- Incandescence (Incandescente)

Posição: Dedo indicador da mão esquerda.

Este anel faz com que seu usuário possa manipular e liberar descargas de radiação, seja infravermelha ou térmica, gerando calor e fogo, que podem ser usados para aquecer um alvo específico ou gerar grandes incêndios.

Perigo Vermelho, é uma ativista e jornalista comunista que certa vez, foi escolhida pelo anel e encarregada da tarefa de livrar o mundo da influência “maligna” de Tony Stark. Ela perdeu o anel quando Malekith arrancou suas mãos em busca de todos os anéis.

Mandarin
Imagem: Mandarin/ Marvel Comics

Luz Branca- Daimonic (Demoníaco)

Posição: Polegar da mão esquerda.

Este anel é capaz de manipular e emitir diversas formas diferentes de energias encontradas no espectro eletro-magnético. Sua função principal é criar grandes clarões de luz para cegar instantaneamente os inimigos de seu usuário.

Além disso, ele pode gerar campos magnéticos e gravitacionais, além de projetar imagens holográficas. Diferentemente do anel Mentiroso, as ilusões acontecem no mundo “real” e não apenas na mente de suas vítimas.

Anéis da mão direita

Luz Negra- Nightbringer (Noctígeno)

Posição: Dedo mínimo da mão direita.

Este anel controla escuridão e as energias sombrias provenientes da Dimensão Negra. Uma de suas habilidades é a de absorver toda a luz ao seu redor, criando ambientes de escuridão absoluta.

Victor Kohl, é um inumano conhecido como Exilado, que foi escolhido para portar o Noctígeno. Quando as Névoas Terrígenas surgiram, Victor matou seu pai e irmãos involuntariamente, mas o anel sugeriu que tudo tinha sido culpa do Homem de Ferro.

Feixe de Desintegração- Spectral (Espectral)

Posição: Dedo anelar da mão direita.

Considerado por alguns, o anel mais poderoso e terrível, o Espectral é capaz de projetar uma rajada capaz de desfazer todas as ligações entre os átomos, desintegrando seu alvo por completo. Contudo, ele precisa de vinte minutos para se recarregar entre os disparos.

O Rei dos Elfos Negros, Malekith, o Maldito, “sequestrou” este anel e passou a usá-lo para encontrar os restantes e toma-los à força de seus usuários.

Mandarim
Imagem: Anéis do Mandarim/ Marvel Comics

Feixe de Vórtice- Spin (Rodopio)

Posição: Dedo médio da mão direita.

Este anel é capaz de gerar agitação dos ventos, formando tornados, furacões, vórtices e ventanias, que podem ser utilizados de forma ofensiva ou então para levitar objetos e o próprio usuário.

Alec Eiffel, é um fascista que foi escolhido pelo próprio anel para destruir o Homem de Ferro.

Feixe de Impacto- Influence (Influente)

Posição: Dedo indicador da mão direita.

Este anel faz com que seu usuário possa projetar diversas formas de energia de concussão, criando impactos sônicos através de ondas eletromagnéticas. Ele também é capaz de disparar rajadas de elétrons e nêutrons, que servem para atacar inimigos ou ainda, destruir objetos com força bruta.

Reorganização de Matéria- Remaker (Recriador)

Posição: Polegar da mão direita.

Tão poderoso quanto o Espectral, esse anel é capaz de manipular e reorganizar moléculas e átomos de qualquer substância, transmutando-as em outros elementos. Usando termos simplistas, é um anel “alquimista”, capaz de transformar água em óleo, ferro em ouro, e até mesmo seres humanos em outros seres ou objetos.

Lorde Recriador é um senhor da guerra que tentou tomar posse da Cidade Mandarim após a morte do vilão, porém teve seus planos frustrados pelo Homem de Ferro.

Este personagem reteve o anel Recriador e foi o primeiro entre os novos escolhidos dos anéis para derrotar o Homem de Ferro. Entretanto, ele logo foi assassinado por Malekith, que roubou seu anel.

Mandarim
Imagem: Mandarim/ Marvel Comics

E aí nerd, o que achou de todas essas informações e curiosidades sobre a história do Mandarim. Deixe sua opinião sobre o nosso conteúdo nos comentários e continue acompanhando as análises para ajudar a equipe Proddigital POP a continuar crescendo!

Seja avisado
Me avise sobre
guest
0 Comentários
Comentários de trechos do post
Ver todos os comentários