La Casa de Papel, considerada um dos títulos de maior sucesso de todos os tempos na Netflix, está prestes a ganhar o seu desfecho, depois de cinco temporadas extremamente empolgantes, que conquistaram uma legião de fãs no mundo todo.

A trama da série se baseia em dois assaltos muito bem planejados e liderados por um homem misterioso conhecido como “O Professor”. O primeiro crime se passa na Casa da Moeda Real da Espanha e o outro no Banco Central da Espanha.

E como já desconfiávamos, o final dessa história não poderia deixar de trazer vários conflitos e muita ação, uma vez que essa sempre foi a marca registrada da famosa produção espanhola criada por Álex Pina.

La Casa de Papel
Imagem: La Casa de Papel/ Divulgação

Os dois primeiros episódios já foram liberados para a imprensa especializada, que já começou a divulgar as novidades, trazendo diversas matérias empolgantes sobre o início da nova temporada.

Os comentários são muito animadores, dando a entender que a ação parece ter ganhado um ritmo ainda mais frenético do que já estávamos acostumados.

Tudo começa exatamente do mesmo ponto no qual a quarta temporada se encerrou, com o Professor (Álvaro Morte) e seu bando procurando um modo de lidar com o problema em que se meteram, e a polícia também sem saber como agir.

A saída foi usar de ainda mais violência, e a série parece não querer economizar no sangue e muito menos nas balas, para criar um ambiente bastante ameaçador, especialmente no que se diz respeito ao segundo episódio.

O início da temporada mostra ainda que todos estão no limite, e que farão qualquer coisa para escapar do cerco. Com essa informação, podemos presumir que o novo ano de La Casa de Papel virá para explodir cabeças (literalmente), sem medo de surpreender os fãs.

Alguns dos personagens começam a ganhar mais destaque, como é o caso de Manila (Belén Cuesta), que aparenta ter maior importância para o desenrolar da trama.

Novas caras também são apresentadas, como o  filho de Berlim, Rafael (Patrick Criado), que se trata de um engenheiro, com especialização em ciber-segurança, além de René (Miguel Ángel Silvestre), o antigo namorado de Tóquio.

O personagem vivido por Pedro Alonso continua aparecendo por meio de flashbacks, com o recurso sendo utilizado para trazer novas informações e segredos sobre sua a vida do assaltante, que se tornou um dos favoritos do público.

Berlim-La-Casa-de-Papel
Imagem: Berlim/ La Casa de Papel

A ausência de Nairóbi prece ter fortalecido a união entre as mulheres, que começaram a tomar as rédeas da narrativa, podendo se tornar uma peça chave para que o grupo consiga sair ileso de toda essa confusão.

O clima de despedida já começa a se fazer presente, mas com certeza há muito a ser desenvolvido e explicado, sendo que o final de La Casa de Papel ainda pode guardar surpresas e reviravoltas que o público nem imagina.

Esperamos que o tempo de tela seja suficientemente explorado, de forma que todas as pendências sejam devidamente “quitadas”, e que os fãs possam ver um final digno dessa série que se tornou uma das mais amadas e emblemáticas no mundo todo.

De fato, a Netflix ainda se mantém na liderança, no que diz respeito às plataformas de streaming disponíveis atualmente no mercado, e sem dúvidas, La Casa de Papel ajudou na escalada para o serviço atingir este posto.

O primeiro volume da quinta temporada chega nesta sexta-feira, 03 de setembro, mas teremos que esperar até dezembro para saber como a saga irá terminar, quando só então, estreia a última parte da história.

E aí, depois de todas essas informações sobre o início da nova temporada de La Casa de Papel, em que nível ficou seu “hype” para a estreia no catálogo da Netflix?

Deixe sua opinião nos comentários e continue seguindo as notícias e análises feitas pela equipe Proddigital POP e nos ajude a melhorar nosso conteúdo a cada dia!

Seja avisado
Me avise sobre
guest
0 Comentários
Comentários de trechos do post
Ver todos os comentários