Em meio a pandemia do Coronavírus, o ex-redator chefe da Marvel Comics Roy Thomas realizou esta semana uma sessão de autógrafos em uma livraria de Duncanville que fica no condado de Dallas no Texas.

Ao invés de fantasias dos personagens criados pelo autor, os fãs estavam vestindo suas mascarás de proteção para covid-19.

Thomas se emocionou ao ver a quantidade de pessoas que o agradeciam por se locomover da Carolina do Sul até Dallas aos 79 anos para prestigiar os fãs.

“Eu acho que significava algo para eles que a vida estava voltando, apenas um pouco, para algo próximo do normal” disse Thomas ao The Hollywood Reporter.

Os ingressos do evento possuíam um horário específico de comparecimento a fim de evitar a aglomeração de pessoas no local e os desinfetantes para as mãos estavam por todas as partes. Além disso somente alguns fãs podiam entrar na sala onde Roy estava autografando.

“Algumas pessoas disseram que lamentavam não poder apertar minha mão, mas entenderam”

A pandemia do Covid-19 obrigou a indústria dos quadrinhos a paralisar várias de suas publicações além também de causar o fechamento de várias livrarias e lojas especializadas que aos poucos, estão tentando retomar suas atividades.

As sessões de autógrafos ajudariam nesta retomada, porém precisam ter determinada cautela pois os casos da doença continuam a aumentar.

“Tomaremos nossas precauções, faremos o que precisamos fazer. Não vamos deixar isso nos derrotar. Vamos trazer de volta a indústria dos quadrinhos.”

Roy Thomas foi o sucessor de Stan Lee na Marvel. O quadrinista do Missouri é muito conhecido por ter introduzido as histórias de Conan- O Bárbaro nas revistas além de ser responsável por enaltecer o gênero de histórias conhecido como Espada & Feitiçaria.

Sociedade da Justiça da America
Imagem: Sociedade da Justiça da América/ DC Comics

O autor sempre fez questão de demonstrar seu respeito e carinho pelas histórias da Era de Ouro dos quadrinhos. Roy trabalhou em títulos da Marvel como X- Man e Vingadores, sendo também responsável pela co-criação de Comando Invencível pela DC Comics.

Em 1965 ele começou sua jornada na Marvel após uma entrevista com Stan Lee que lhe deu a função de escritor de apoio.

“Stan verificava todas as histórias acabadas, fazendo as correções antes de passar adiante, bem na minha frente, e isso acabava com a minha concentração. Rapidamente tornou-se claro que a coisa de datilografo não funcionava, e Stan me promoveu para ser um redator assistente”

O primeiro trabalho que Thomas assumiu na Marvel Comics foi a série da Segunda Guerra Mundial que acompanhava as aventuras do Sargento Fury e seu Super Comando.

Depois disso foi redator nas histórias da equipe dos X-Men de maio 1966 a março 1968, chegando nesse período a assumir de The Avengers até na metade da década de 70.

Conan
Imagem: Marvel Comics

Foi nessa fase que Roy Thomas lançou Conan- O Barbaro, combinando um texto ágil com os desenhos de Barry Windsor-Smith e fazendo muito sucesso. O autor ainda participou da criação de Defensores, Motoqueiro Fantasma e também na renovação de X-Man que se tornaria o carro chefe da editora.

Thomas, deixou o cargo de redator em agosto de 1974, mas continuou criando para a Marvel Comics em títulos como O Espetacular Homem AranhaQuarteto Fantástico e What If.

Em 1981 o autor assinou um contrato com a DC e começou a escrever as histórias de Mulher Maravilha juntamente com o desenhista Gene Colan além de realizar seu sonho de ressuscitar a Sociedade da Justiça da América e também o Comando Invencível.

Após a saída de Jim Shooter, Thomas voltou para a Marvel escrevendo histórias de Thor, Dr. Estranho, Vingadores da Costa Oeste e Conan juntamente com sua esposa Dann Thomas.

“Eu acho que ao ver Roy Thomas desistir em 1974 e o trabalho que ele fez depois, percebi que não teria tempo para ser criativo. Apenas teria que apagar um incêndio a cada dia”, disse John Romita ao recusar o cargo de redator chefe oferecido pela Marvel Comics.

Após o evento em Duncanville Roy Thomas iria retornar a quarentena em sua fazenda no estado da Carolina do Sul na companhia de sua esposa.

O empresário de Roy John Cimino que também participou da sessão de autógrafos, disse ao The Hollywood Reporter que a esse tipo de evento tem o objetivo de mostrar para os fãs que mesmo tomando todas as precauções, eles irão fazer de tudo que puderem para trazer a indústria dos quadrinhos de volta.

Seja avisado
Me avise sobre
guest
0 Comentários
Comentários de trechos do post
Ver todos os comentários