É evidente que o “boom” dos eSports no Brasil e no mundo é algo real. Nos últimos anos, mesmo em tempos de pandemia, os games e campeonatos serviram como uma espécie de refúgio para os jogadores e abriram novas oportunidades.

A prática dos eSports, portanto, passou a servir até como fonte de renda a quem acabou perdendo seus empregos em outras áreas. A partir disso, vamos agora mergulhar nas principais novidades que envolvem o assunto e entenda mais sobre os eSports.

Período de pandemia

Desde a massificação de casos de Covid-19, países pararam para realizar quarentenas e diversas outras medidas de restrição à aglomerações e eventos presenciais. Com isso, bares, restaurantes, eventos esportivos e culturais sofreram grandes perdas.

Com os estabelecimentos fechados, passou a existir a necessidade das pessoas encontrarem novas formas de ganhar dinheiro e, com certeza, os eSports entram nessa lista de possibilidades. A principal delas foi o crescimento de perfis voltados às gameplays.

Neste exemplo, as principais plataformas de streaming foram um excelente caminho, ainda mais para artistas, que se viram sem renda, devido a parada dos espetáculos e shows.

eSports e apostas

Abriu-se caminho para as apostas nas principais casas do mundo, já que os eventos esportivos também pararam e muitos traders recorreram aos campeonatos online, que passaram a figurar entre as opções das casas de apostas que também funcionam online.

Assim, os olhares passaram a ser maiores e os investimentos em pesquisas sobre o assunto, além do desenvolvimento de novas tabelas de estatísticas, que ajudam na otimização de informações para leigos e profissionais.

Todos esses quesitos passaram, então até a fazer diferença quando o apostador escolhe a sua casa de apostas.

eSports no Brasil

Já com relação a modalidade no Brasil, temos a chance de acompanhar de perto a expansão e, sobretudo, quais são os maiores destaques, seja em eventos ou equipes que se destacam das demais.

Por isso, é importante ficarmos ligados em todos os detalhes, até mesmo se você tem o interesse de apostar ou se, simplesmente, quer ter assuntos ainda mais específicos se você gosta de games.

Times brasileiros de eSports

Todas as equipes brasileiras oficiais estão, hoje, registradas na Confederação Brasileira de eSports. Com isso, são 13 equipes ativas, entre as mais conhecidas no Brasil e, também, em competições nacionais.

Dentre os nomes estão a Progaming, paiN Gaming, CNB eSports Club, INTZ, Kabum eSports, Vivo Keyd, RED Canids, Black Dragons, Flamengo eSports, Ilha da Macacada, Team One, Submarino Stars e Operation Kino.

Destaques em popularidade e força de elenco

Quando falamos sobre times de eSports, existem aqueles mais tradicionais, como os que mencionamos acima. Porém, há um detalhe interessante que também mexe com a difusão da modalidade, que é o envolvimento de clubes que tem maior apelo voltado ao futebol.

Este é o caso do Flamengo, por exemplo, que aparece como a equipe de eSports mais popular do Brasil. A equipe conta com grandes nomes do cenário da modalidade e alia a popularidade do clube, para que consiga gerar ainda mais exposição.

Com isso, outros times de futebol também passaram a investir por este caminho. Já podemos encontrar times de eSports com a base dos maiores clubes de futebol do Brasil, como Corinthians, São Paulo, Santos, Cruzeiro, Atlético Mineiro, Botafogo, entre outros.

Porém, ainda são predominantes na lista de popularidade. Veja abaixo o último estudo realizado pela Sioux Group, em fevereiro de 2020, sobre os números gerais. Foram ouvidas 5.830 pessoas espalhadas por todos os estados brasileiros.

O Flamengo encabeça a lista, com 79,1%, na sequência aparecem INTZ (68,5%), Kabum eSports (66,7%), RED Canids Kalunga (64,2%), paiN Gaming (64,1%), Black Dragons (61,8%), Team oNe (61,6%), CNB eSports Club (61,3%), Vivo Keyd (59,9%) e Submarino Stars (57,9%).

Investimentos nos eSports

A ascensão dos eSports propiciou a chance de grandes empresas voltarem seus olhares para o público e para as empresas envolvidas com o mercado. As próprias casas de apostas, que já mencionamos por aqui, já fecham parcerias com clubes e com eventos.

Em estudos recentes sobre tal crescimento, a principal novidade está nas projeções, que apontam que, só em 2021, o aumento no número de jogadores foi em torno de 10,7%, segundo a oitava edição da Pesquisa Game Brasil.

Com isso, cada vez mais pessoas passam a ter acesso e conhecem mais o que são os eSports, o que gera ainda mais chances de empresas investirem de alguma forma nesse mercado, seja em patrocínio de gamers, campeonatos e por aí vai.

Em aspectos mundiais, outro estudo, feito pela Juniper Research, aponta que em quatro anos, a projeção de crescimento do mercado pode ultrapassar os 70% e aumentar os valores gerais que são, hoje, em torno de 2 bilhões e podem chegar a 3,5 bilhões.

Outro fator que pode auxiliar esse processo de ampliação é, justamente, o crescimento de outras plataformas, como as de streaming, que oferecem serviços pagos mensalmente. Com os games e plataformas a tendência é a mesma.

As transmissões de eventos e contratos de publicidade também serão beneficiadas com este crescimento, já que, quanto maior for a evidência, mais gente terá o interesse em todo o leque de oportunidades.

Voltando ao mercado nacional, não podemos deixar de mencionar como o Campeonato Brasileiro de League of Legends, o CBLoL, cresceu, sobretudo em tempos de pandemia. O apontamento internamente, mostra que o crescimento em audiência bateu 34%.

Em uma mesma partida, o número de acessos simultâneos chegou a 336 mil pessoas e podemos considerar que este crescimento não para por aí.

Então, se segure, porque mais e mais novidades do mundo dos eSports prometem pintar em breve, ainda mais com a possibilidade de torneios presenciais ainda para o fim de 2021. Com isso, não só os times terão a oportunidade de se encontrar, mas o público também.

Com a volta dos espectadores nas arenas espalhadas pelo Brasil, vamos poder acompanhar ainda mais de perto toda a evolução da modalidade em nosso país e no mundo.

Seja avisado
Me avise sobre
guest
0 Comentários
Comentários de trechos do post
Ver todos os comentários