Os Caça-Fantasmas é de fato, uma das equipes mais queridas do cinema e de várias outras mídias, além de ser considerada um legítimo símbolo da Cultura POP e estar gravada na memória afetiva de milhares de fãs pelo mundo.

O primeiro longa da franquia foi lançado em 1984, e a mistura excêntrica entre comédia, ficção científica e “terror”, se tornou um fenômeno imediato, partindo de um orçamento de US$ 30 milhões, para um faturamento de US$ 291 milhões na bilheteria mundial.

Vários elementos foram utilizados para criar uma atmosfera única e inovadora, que agradou muito o público e a crítica, servindo como referência para diversas obras posteriores.

Para se ter uma ideia, Os Caça-Fantasmas tem atualmente 97% de aprovação no site Rotten Tomatoes, com percentual baseado na avaliação de 71 especialistas.

Ao longo dos anos, o filme acabou entrando para a categoria dos clássicos da década de 1980, sem contar a trilha sonora marcante, que ficou gravada na história do cinema.

O longa foi dirigido por Ivan Reitman e o roteiro foi escrito por Harold Ramis e Dan Aykroyd. A trilha sonora foi composta por Elmer Bernstein, sendo que a canção tema foi interpretada por Ray Parker Jr.

A música Ghostbusters se tornou um grande sucesso, cravando o primeiro lugar na Billboard durante três semanas consecutivas e ainda rendendo a Parker Jr., uma indicação ao Oscar na categoria “Melhor Canção Original”.

“Who you gonna call? Ghostbusters!”

O elenco é composto por Bill Murray como Dr. Peter Venkman, Dan Aykroyd como Dr. Raymond Stantz, Harold Ramis como Dr. Egon Spengler, Sigourney Weaver como Dana Barrett, Rick Moranis como Louis Tully, Ernie Hudson como Winston Zeddmore, Annie Potts como Janine Melnitz e William Atherton como Walter Peck.

Os Caça-Fantasmas foi indicado ao Oscar 1985, nas categorias “Melhores Efeitos Visuais” e “Melhor Canção Original”, faturando um BAFTA no mesmo ano, na categoria “Melhor Canção Original” para a música “Ghostbusters”.

O filme também foi indicado ao Globo de Ouro nas categorias de “Melhor Filme de Comédia/Musical”, “melhor canção original” para Ghostbusters e “Melhor Atuação em Cinema de Comédia/ Musical” para Bill Murray.

A curiosa origem dos Caça-Fantasmas

A ideia original do longa, surgiu por conta do fascínio do ator Dan Aykroyd pelos assuntos paranormais, o que já é uma herança de família. Contudo, a história inicial criada por ele, era bem diferente da que chegou aos cinemas.

Nesta primeira versão, a equipe viajaria pelo espaço-tempo e para outras dimensões em busca de fantasmas monstruosos, sendo que o clássico boneco de marshmallow gigante Stay-Puft seria apenas mais um deles.

Os Caça-Fantasmas
Imagem: Stay-Puft/ Os Caça-Fantasmas

Além disso, os Caça-Fantasmas seriam uma equipe parecida com a da “S.W.A.T.”, usando as mochilas de prótons para lutar contra os fantasmas. No roteiro original, eles ainda teriam capacetes removíveis com visores transparentes.

O personagem Peter Venkman, na verdade foi originalmente escrito por Aykroyd, para o ator John Belushi, assim como Winston Zeddmore seria para Eddie Murphy e Louis Tully para John Candy.

No entanto, o projeto foi sendo atualizado até que chegou aos moldes do que conhecemos hoje, tendo em vista que Belushi faleceu, devido a uma overdose de drogas, aos 33 anos de idade, antes mesmo de Dan Aykroyd finalizar o roteiro.

Bill Murray foi escolhido para substitui-lo, devido a sua grande habilidade na improvisação e seu apelo com o público, que na época era incondicional. A escolha foi bem-sucedida, uma vez que boa parte das falas do ator foram inseridas no momento das gravações.

John Candy não pôde aceitar o papel de Louis Tully por conta de sua agenda que já estava compormetida. Rick Moranis assumiu o personagem, e acabou o transformando em um contador nerd.

O mesmo aconteceu com Winston Zeddemore, que foi escrito originalmente para Eddie Murphy, mas o ator precisou recusa-lo por estar filmando “Um Tira da Pesada” naquele período.

Dentre os vários problemas que ocorreram durante a produção, um dos mais complicados foi o fato de os direitos autorais estarem travados, por já haver um filme chamado The Ghost Busters, estrelado por Larry Storch e Forrest Tucker, que foi lançado em 1975.

A Columbia Pictures sugeriu então o nome Ghostbreakers, e grande parte do longa foi filmado em duplicata nas cenas onde havia menções ao nome da equipe. Por sorte, no fim das contas, o título original pode ser utilizado.

Uma versão mais assustadora da biblioteca fantasma do começo do filme foi criada, mas retirada da versão final do filme por ser considerada inapropriada para o público alvo ao qual o filme buscava.

Os Caça-Fantasmas
Imagem: Biblioteca/ Os Caça-Fantasmas

Contudo, o conceito mais aterrorizante do cenário foi reaproveitado para o filme “A Hora do Espanto”, estrelado por William Ragsdale e Chris Sarandon, que seria lançado pela Columbia Pictures em 1985.

Para promover o lançamento, o diretor Ivan Reitman soltou um trailer com o mesmo comercial visto por Dana Barrett no filme, mas com os números iniciais 1-800 ao invés de 555.

Então, Dan Aykroyd e Bill Murray gravaram uma mensagem para quem ligasse, onde eles diziam a frase, “estamos caçando fantasmas agora mesmo”.

Como resultado, a produção recebeu cerca de 1000 chamadas por hora, 24 horas por dia, durante seis semanas consecutivas.

O enredo de Os Caça-Fantasmas

A agência Caça-Fantasmas foi criada pelos doutores Peter Venkman, Raymond Stantz e Egon Spengler. Eles ficaram desempregados e decidiram usar seus experimentos para lidar com os problemas sobrenaturais pelos quais a cidade estava passando na época.

Peter, Raymond e Egon são professores universitários de parapsicologia na Universidade Columbia de Nova York, que subitamente têm sua verba de pesquisa suspensa e são colocados na rua pelo reitor, que os considera uma farsa.

Tudo isso, porque o trio prefere estudar manifestações sobrenaturais, dentre outras coisas do gênero, algo que a sociedade acadêmica não aceita muito bem. Dessa forma, eles resolvem criar uma empresa especializada em casos de aparições sobrenaturais.

Os cientistas compram um edifício desativado do corpo de bombeiros, uma ambulância Cadillac Miller-Meteor 1959 que batizam como Ecto-1 e decidem fazer um anúncio divulgando seus serviços na televisão.

Dr. Egon Spengler é um gênio da ciência, Dr. Raymond “Ray” Stantz é um especialista em história da paranormalidade e metalurgia e o Dr. Peter Venkman tem a incrível habilidade de lidar com as pessoas.

Caça-Fantasmas
Imagem: Os Caça-Fantasmas- 1984/ Reprodução

No primeiro chamado atendido, Venkman vai ao apartamento de Dana Barrett onde a garota afirma ter visto algumas coisas estranhas dentro de sua geladeira, além de ter ouvido uma voz que mencionava a palavra Zuul.

Uma noite, a recém contratada secretária Janine Melnitz, recebe uma ligação do Sedgewick Hotel pedindo a ajuda dos Caça Fantasmas para lidar com um fantasma verde e gosmento que vem atormentando os hóspedes, justo onde haveria uma festa de gala.

Nesta clássica cena, nossos heróis têm seu primeiro contato com uma entidade muito conhecida pelos fãs. Se trata do fantasma camarada conhecido como Geléia, e com muito custo conseguem captura-lo.

A partir daí os negócios começam a melhorar consideravelmente e os Caça-Fantasmas acabam ficando famosos por resolverem muitos casos fantasmagóricos na cidade. Porém, fica claro que esse aumento repentino na atividade paranormal, está relacionado a algo mais obscuro.

Os Caça-Fantasmas contratam um quarto membro chamado Winston Zeddemore para ajudar com a quantidade de chamados. Eles também utilizam um receptáculo para armazenar os fantasmas que capturam, neutralizando também seu campo ectoplasmático.

Peter Venkman faz algumas pesquisas para ajudar Danna, onde descobre que Zuul foi um semideus descrito em algumas mitologias antigas, adorado pelos mesopotâmicos, sumérios e hititas à cerca de 6000 a.C.

Logo, a equipe de cientistas se dá conta de que a grande atividade paranormal da cidade pode estar sendo causada pela possível chegada de Gozer, O Destruidor.

Nossos heróis também chegam a conclusão de que o edifício em que Danna mora, foi construído por Ivo Shandor, o líder do culto dos Adoradores de Gozer.

O prédio todo foi desenvolvido para ser um epicentro para a chegada da entidade maligna, que traria consigo, o fim do mundo.

Zuul
Imagem: Zuul/ Os Caça-Fantasmas

Agora, é só uma questão de tempo até Zull: O Porteiro e Vinz Clortho: O Mestre da Chave se unirem para trazer o temível Gozer para esta realidade, dando início ao apocalipse.

Agora, somente os Caça-Fantasmas terão a coragem, a inteligência e as ferramentas necessárias para salvar a raça humana.

Os Caça-Fantasmas II

Com o sucesso impressionante alcançado pelo primeiro filme, não demorou para sua sequência ser lançada. Em 1989 Os Caça Fantasmas II chegava aos cinemas, novamente dirigido por Ivan Reitman com roteiro escrito por Dan Aykroyd e Harold Ramis.

O longa foi muito bem nas bilheterias, batendo vários recordes e arrecadando cerca de US$ 215 milhões ao redor do mundo. Contudo, a aceitação por parte dos fãs e da crítica, não chegou nem perto do que foi alcançado no original.

Depois do sucesso de Os Caça Fantasmas, a Columbia Pictures decidiu que queria uma continuação, algo que não tinha sido planejado ou mesmo desejado pelos criadores. Bill Murray por exemplo, já declarou que nunca quis participar de um terceiro filme, por ter achado o segundo muito decepcionante.

Cinco anos depois dos acontecimentos do primeiro filme, os Caça-Fantasmas seguem com suas vidas e suas atividades. Mas, mesmo tendo salvo Nova York de um imenso “apocalipse de Marshmallow”, com o fim das atividades paranormais, acabaram caindo no esquecimento.

Peter Venkman se tornou o apresentador de um programa sem audiência, Ray Stantz e Winston Zeddemore se apresentam em festas de aniversário e Egon conduz alguns experimentos para o Instituto de Pesquisa Teórica Avançada.

Dana Barrett rompeu com Peter e se casou, mas já está divorciada e tem um filho de oito meses chamado Oscar. Ela trabalha no Museu de Arte de Manhattan, fazendo restaurações em pinturas antigas.

No entanto, coisas estranhas começam a acontecer na cidade novamente, como quando o carrinho de bebê em que Oscar está, anda sozinho pela avenida. Além disso, os Caça Fantasmas descobrem um imenso rio de gosma ectoplásmica que está passando pelos esgotos de Nova York.

Os Caça-Fantasmas 2
Imagem: Os Caça-Fantasmas 2/ Reprodução

Tudo parece estar relacionado a uma antiga pintura do século XVI que retrata o Príncipe Vigo Von Homburg. O tirano louco e genocida, foi um soberano dos Cárpatos e o terror da Moldávia naquela época.

O espectro maligno deseja voltar a vida e renascer no corpo de uma criança, que no caso é Oscar, o filho de Danna. Resta agora aos Caça Fantasmas, descobrir uma maneira de acabar com a gosma fantasmagórica e frustrar os planos de Vigo, O Terror dos Cárpatos.

Os Caça-Fantasmas 2 repete o excelente elenco do primeiro longa, composto por Bill Murray, Dan Aykroyd, Harold Ramis, Sigourney Weaver, Rick Moranis, Ernie Hudson e Annie Potts.

Apesar de não ser tão aclamado quanto o original, o segundo filme da franquia se tornou a segunda maior bilheteria de 1989, ficando atrás apenas do inigualável Batman” do diretor Tim Burton.

O reboot de 2016

Apesar de toda a aura de nostalgia e afetividade que existe entorno dos dois primeiros filmes da franquia Caça-Fantasmas, se fizermos uma leitura um pouco mais profunda, podemos chegar à conclusão de que um tom extremamente machista foi utilizado no enredo.

Desde a personagem Danna, interpretada por Sigourney Weaver, que é sempre a vítima da história, até mesmo Janine Melnitz, vivida Annie Potts, que faz o papel da secretária subordinada e fica o tempo inteiro correndo atrás de seu interesse amoroso.

No entanto, muito disso reflete o momento que a sociedade vivia naquela época, que infelizmente não era nem um pouco igualitário entre os gêneros. O cinema não fica de fora dessa realidade, principalmente quando o assunto são os filmes de comédia.

Caça-Fantasmas 2016
Imagem: Caça-Fantasmas 2016/ Reprodução

Tentando reverter este paradigma que foi criado ao redor da obra, a Columbia Pictures resolveu produzir um reboot do universo, onde a equipe seria composta apenas por mulheres. Além disso, o astro da Marvel, Chris Hemsworth, encarnaria o personagem Kevin Beckman, fazendo as vezes da secretária estereotipada.

Outro exemplo é Patty, a Caça-Fantasmas negra que mesmo sendo a única do grupo a não ser cientista, ainda tem um papel muito importante, diferentemente de Ernie Hudson que interpretava Winston Zeddmore nas produções anteriores.

Na história, a investigadora paranormal Abby Yates se une à física Erin Gilbert para tentar provar a existência de fantasmas na sociedade moderna. No entanto, estranhas aparições começam a ocorrer em Manhattan e elas decidem recrutar a ajuda da engenheira Jillian Holtzmann.

Patty Tolan conhece a cidade de ponta a ponta e acaba também se unindo ao grupo. Dessa forma, elas terão que se preparar para uma épica batalha contra milhares de fantasmas que atacam a Times Square e começam a possuir toda a população.

O filme conta com a direção de Paul Feig (criador da série Freaks and Geeks), sendo que o roteiro foi escrito pelo próprio diretor em parceria com Katie Dippold. A trilha sonora foi composta por Theodore Shapiro e a edição final foi feita por Melissa Bretherton e Brent White.

O elenco do longa é composto por Melissa McCarthy como Abby Yates, Kristen Wiig como Erin Gilbert, Kate McKinnon como Jillian Holtzmann, Leslie Jones como Patty Tolan, Chris Hemsworth como Kevin Beckman, Cecily Strong como Jennifer Lynch e Andy García como Prefeito Bradley.

Caça-Fantasmas de 2016 recebeu uma enxurrada de críticas negativas por parte dos fãs e apesar de ser uma opção divertida para toda a família, também não alcançou o sucesso esperado nas bilheterias.

Caça Fantasmas 2016
Imagem: Caça Fantasmas 2016/ Reprodução

Talvez um dos maiores erros do estúdio, tenha sido encarar o longa como um reboot por completo da história, ao invés de uma aventura episódica ou mesmo um spin-off.

Esta é uma daquelas franquias em que existe tanto carinho afetivo por parte dos fãs, que qualquer tentativa de modificar elementos e alterar um determinado contexto, é considerado quase como um insulto.

Fora isso, a crítica também destaca que dentre os vários defeitos do longa de 2016, o pior deles é a falta de criatividade em elaborar uma história relevante para a mitologia, além de investir na construção de um plot completamente genérico.

Os Caça-Fantasmas em outras mídias

Como uma das maiores franquias da década de 80, é óbvio que Os Caça-Fantasmas não ficariam somente restritos às telonas, chegando rapidamente ao universo dos games e também às animações da época.

Desde os clássicos Commodore 64 e Atari, passando por Nintendinho e Master Sistem, até as plataformas mais modernas como Playstation e XBox, receberam diferentes versões de jogos que fazem muito sucesso até os dias de hoje.

Ghostbusters- Activision
Imagem: Ghostbusters- Activision/ Reprodução

Um exemplo bem recente é o game Ghostbusters: Slime City, que era exclusivo para os dispositivos móveis, Android e iOS com uma temática baseada no filme de 2016, protagonizado apenas por mulheres. 

Outro destaque vai para Ghostbusters: The Video Game de 2009, que fez bastante sucesso ao trazer uma continuação direta do filme de 1989, sendo lançado para Xbox 360, PS3 e PC, com versões diferenciadas para PlayStation 2, Wii e DS. 

Não podemos deixar de mencionar os desenhos animados que também se tornaram muito queridos pelos fãs na década de 80. Inclusive, o primeiro deles foi lançado em 1986 com o nome The Real Ghostbusters.

Esta série teve um total de 174 episódios que foram divididos entre sete temporadas onde os personagens viviam se metendo em confusões e aventuras onde precisavam lidar com o fantasma do dia.

O interessante é que nas primeiras temporadas, alguns dos capítulos chegavam a ser mais assustadores do que o próprio filme. Porém, isso foi sendo modificado, ao ponto de o fantasma Geleia se tornar o protagonista da série, tamanho era seu apelo diante do público infantil.

Em 1997, outra série animada seria lançada, e desta vez com o nome Extreme Ghostbusters, onde fomos apresentados a uma nova geração de Caça- Fantasmas que eram liderados pelo Dr. Egon Spengler.

Extreme Ghostbusters
Imagem: Extreme Ghostbusters/ Divulgação

Esta animação teve apenas uma temporada com 40 episódios, e apesar de trazer uma roupagem mais moderna com novos personagens e novas aventuras, não treve muito destaque e acabou caindo no esquecimento.

E como não falar também das HQ’s dos Caça Fantasmas que permeiam o imaginário dos leitores desde a década de 80, passando por várias editoras. Atualmente as histórias estão sendo publicadas pela IDW Publishing, uma divisão da Idea and Design Works.

As edições mais atuais foram responsáveis por ampliar bastante o universo e a mitologia dos Caça Fantasmas, levando os heróis para diversas localidades do mundo e também promovendo incríveis crossovers, que vão desde as Tartarugas Ninja, Arquivo X e J.I. Joe, até mesmo aos Transformers.

E aí nerds de plantão, o que acharam de todas essas informações e curiosidades sobre Os Caça-Fantasmas? Deixe sua opinião pra gente nos comentários, e ajude nossa equipe continuar melhorando a cada dia!

Seja avisado
Me avise sobre
guest
0 Comentários
Comentários de trechos do post
Ver todos os comentários