Na última quinta feira, todos nós fomos presenteados com uma série de notícias sobre as próximas produções do Marvel Studios. As novidades foram trazidas pelo próprio Kevin Feigh em um evento conhecido como “Dia dos Investidores da Disney”.

A apresentação especial tem como objetivo, anunciar para os investidores e acionistas do grupo, os principais planos para o futuro do estúdio, além de dar uma aquecida no coração dos fãs que acabam recebendo por tabela o conteúdo exclusivo e oficial anunciado pelos chefões da Disney.

O evento também serve para divulgar as datas de lançamento e trazer os resultados alcançados no ano, incluindo os surpreendentes números de assinaturas do Disney+ ao redor do planeta e o impacto econômico causado pelo adiamento dos filmes e o fechamento dos parques temáticos.

Foram muitas revelações sobre o UCM e alguns trailers de peso que deixaram grande parte da mídia e do público de “queixo caído” diante da qualidade na produção das séries que estarão disponíveis no catálogo do Disney+ para o ano de 2021.

Falcão e Soldado Invernal

Além de “Loki”, “WandaVision” e “What If”, uma das prévias que mais chamou a atenção dos fãs, foi a de “Falcão e Soldado Invernal”. A série se trata de como os aliados Buck Barnes e Sam Wilson irão lidar com as novas missões sem a presença de Steven Rogers depois dos eventos de Vingadores Ultimato.

Também poderemos acompanhar como será a passagem do manto do Capitão América ao super-herói Falcão, uma vez que o legado deixado por Rogers é imensurável em uma sociedade que viveu os horrores da invasão alienígena liderada pelo Titan Louco conhecido como Thanos.

Só pra relembrar, no final de Ultimato Steven decide ficar no passado para reviver seu romance com a agente Peggy Carter e assim, poder retomar sua vida nos anos 1950, tudo graças ao dispositivo quântico criado por Hanck Pym e aperfeiçoado por Tony Stark.

Já em idade avançada e nos dias atuais o Capitão América decide passar seu escudo para Sam Wilson, pois sabe que o herói acima de qualquer um, foi quem esteve ao seu lado em todos os momentos e acima de tudo, sempre demonstrou ser dono de um caráter inquestionável.

A série continua a partir destes eventos, e irá abordar as dificuldades de Wilson em conseguir levar a diante o legado deixado pelo Capitão Rogers e assumir o manto do herói, com tudo que ele representa para as pessoas.

Falcão e Soldado Invernal
Imagem: Falcão e Soldado Invernal/ Reprodução

Além disso a trama irá abordar a parceria entre Buck e Wilson e sua dinâmica em combate, uma vez que agora não contam mais com a liderança de Steven. Os dois terão que unir forças para continuar sendo um símbolo de justiça para a humanidade.

Em meio a todos esses desafios a dupla terá ainda, que lidar com o retorno de um vilão que nos foi apresentado em “Capitão América: Guerra Civil”, o ardiloso Barão Zemo. Sozinho ele conseguiu desestabilizar completamente os Vingadores e causar a divisão expressiva da equipe, além de uma “baita” briga entre Tony Stark e Steven Rogers.

A incrível prévia apresentada no Dia dos Investidores da Disney

Assim como as outras séries do universo compartilhado da Marvel, “Falcão e Soldado Invernal” irá ser disponibilizada exclusivamente no serviço de streaming Disney+ e o seu último trailer divulgado no Dia dos Investidores da Disney foi apenas uma amostra da excelente produção que está por vir.

O vídeo começa com um vislumbre do Museu do Capitão América que logo de cara já transmite como é importante o legado deixado por Steven Rogers e o quanto seus atos se tornaram um símbolo de justiça e heroísmo para toda a população do planeta.

Nos quadrinhos este espaço é conhecido como Instituto Smithsonian e fica localizado em Washington, DC. Lá está o memorial do Capitão América composto por vários painéis e áreas sobre sua vida antes do Projeto Renascimento, além de suas ações durante a Segunda Guerra Mundial e uma seção dedicada aos Comandos Uivantes e Bucky Barnes.

Logo de início já conseguimos notar também, que praticamente em todos os diálogos presentes na última prévia de “Falcão e Soldado Invernal“, Buck Barnes tenta convencer Sam Wilsom de que ele precisará continuar os passos de Steven e assumir o legado que lhe foi confiado pelo próprio Capitão América.

Madripoor – Uma cidade dividida

Outra cena interessante do trailer se passa em uma localidade conhecida como Madripoor, que se trata de uma cidade “sem leis” bem conhecida nas HQ’s que se divide entre duas facções. A parte rica e poderosa é chamada de Hightown e o território decadente e criminoso é chamado de Lowtown.

Madripoor já foi destaque em algumas sagas da Marvel nos quadrinhos, muito por conta de aventuras envolvendo os X-Men e principalmente por estar relacionada com as origens do mutante Wolverine.

Madripoor
Imagem: Madripoor/ Marvel Comics

Nas histórias em quadrinho a cidade é governada por Ophelia Sarkissian, mais conhecida como Viper, porém não podemos afirmar que a personagem esteja na série ou mesmo que a cidade seja realmente Madripoor.

Flag-Smasher em Falcão e Soldado Invernal?

Vemos também no novo trailer que forças de contenção estão sendo acionadas por conta de vários ataques terroristas que estão sendo executados por mascarados misteriosos. Teorias apontam para que os responsáveis pelos atos sejam um grupo conhecido nos quadrinhos como Flag-Smasher.

Nas HQ’s o conceito do Flag-Smasher foi criado para ser um contraponto ao que o Capitão América simboliza. Enquanto o Caveira Vermelha foi pensado para representar o nazismo e a tirania de Adolf Hitler, o Flag-Smasher está mais relacionado ao antipatriotismo das facções terroristas.

Barão Zemo

Apesar de já estarmos cientes da presença do Barão Zemo na série, algumas teorias indicam que ele não irá necessariamente desempenhar um papel de vilão. Vazamentos “indesejados” do roteiro, enfatizam que o personagem poderá se unir aos heróis para combater um perigo maior que irá surgir do desenrolar da trama.

Uma curiosidade sobre Zemo, é que nas HQ’s já tivemos duas versões do mesmo personagem ligadas por um elo de sangue, uma vez que este título vem sendo passado de pai para filho desde o Século XV. O primeiro grande detentor do manto foi Heinrich Zemo, criado por Stan Lee e Jack Kirby em 1964  que surgiu pela primeira vez em Avengers #4.

Seu filho, Helmut Zemo viria a se tornar um adversário recorrente nas histórias dos Vingadores mais tarde. Ele foi criado por Roy Thomas e Sal Buscema, tendo sua introdução em Avengers #168, no ano de 1973.

Os Mestres do Terror

Em uma determinada fase dos quadrinhos o Barão Zemo passou a recrutar sua própria equipe de super-humanos com a missão de destruir os super-heróis. Ele buscou principalmente vilões que tinham “contas a acertar” com os membros dos Vingadores.

Esta equipe levava o nome de Mestres do Terror e era formada originalmente pelo próprio Zemo, Encantor, Cavaleiro Negro, Homem-Absorvente, Blecaute, Tubarão Tigre e Gárgula Cinzenta, passando ainda por outras formações com integrantes diferentes.

Mestres do Terror
Imagem: Mestres do Terror/Marvel Comics

Unidos, eles quase derrotaram os heróis mais poderosos da terra no arco conhecido como “Vingadores: Sob Ataque” criado por Roger Stern, John Buscema e Tom Palmer que veio a se tornar um dos grandes clássicos da Marvel da década de 80.

Um legado passado para Sam Wilson

Outro ponto para se destacar no novo trailer da série é que ele é muito focado em demonstrar como Sam Wilsom vem se tornando um herói de peso, e isso é uma pista de que o personagem realmente esta caminhando para se tornar o próximo Capitão América do UCM.

Muitos ainda se questionam sobre o porque do Capitão América ter passado seu escudo para o Falcao e isso se deve ao fato do personagem não ter superpoderes ou mesmo por não ter um papel de destaque na equipe dos Vingadores. Mas para quem acompanha as HQ’s da Marvel, essa troca de manto não é uma novidade.

Nos quadrinhos, o Capitão entra em combate contra o vilão Prego de Ferro que absorve seu soro do super soldado. Em pouco tempo Esteven envelhece e perde os  poderes, passando a atuar apenas como estrategista para os Vingadores.

Por estar convicto de que o mundo sempre fosse precisar de um símbolo como o Capitão América, Rogers resolve transferir seu legado para Sam Wilson, que acaba se tornando um bravo e destemido substituto.

O Falcão

Sam Wilson é um perito na arte do voo e muitas histórias demonstram sua maestria. Em sua juventude ele se tornou um paraquedista da Força Aérea Americana, logo após a morte de seus pais. Além disso o personagem cresceu no Harlem, fato que ainda não foi abordado no cinema, mas influencia muito no tipo de herói em que ele se transformou.

Outro detalhe que podemos observar na série é que o traje do Falcão está bem diferente do que já vimos até aqui no UCM. Além de incrivelmente bonito, ele está muito mais parecido com as versões das HQ’s, trazendo as cores vermelho e branco bem destacadas.

Só falta agora, substituírem o drone que ele carrega nas costas pelo verdadeiro Asa Vermelha que amamos, o que particularmente, é um dos pontos altos do personagem nos quadrinhos e um detalhe que traz humanidade para Sam Wilson.

O Agente Americano

Não podemos deixar de falar também de um dos personagens mais curiosos que a nova série da Marvel irá nos apresentar, que se trata de John Walker. Ele é conhecido nas HQ’s como Agente Americano e basicamente tem os mesmos poderes de Steven Rogers.

Walker cresceu idolatrando a imagem de seu irmão que foi morto no Vietnã e se tornou um herói de guerra. Muito por conta disso, ele se alistou no exército logo que completou a idade necessária e ao passar por um experimento criado pelo cientista Power Broker, ganhou força e agilidade em nível sobre-humano.

Primeiramente nos quadrinhos, ele surgiu como vilão adotando o nome de Super Patriota. John acreditava que defendia os verdadeiros ideais americanos e decidiu então acabar com o legado do Capitão América.

Agente Americano
Imagem: Agente Americano/ Marvel Comics

Leia também:

Nas HQ’s, John Walker constrói sua imagem de herói, fabricando ataques terroristas para que ele próprio possa levar os créditos pelo sucesso das missões. Ainda não podemos afirmar que essa abordagem do personagem irá acontecer do mesmo modo na série, mas é bem provável.

Walker surgiu pela primeira vez na revista “Captain América # 323” de 1986, e se tornou Capitão América quando Steven Rogers foi forçado a abandonar o escudo e o uniforme, por não querer ficar submisso ao exército que desejava controlar todas as suas atividades.

Porém, seu extremismo, violência e falta de escrúpulos eram uma afronta ao código de honra dos heróis, e após algumas histórias como Capitão América, John Walker acabou sendo confrontado por Esteven.

Mesmo derrotado pelo Capitão, Walker salvou sua vida, impedindo que o herói aspirasse o gás do Caveira Vermelha. Após o acontecido, e tudo ser explicado à “Comissão de Atividades Super-Humanas”, John passou a ser chamado de Agente Americano e Rogers voltou a ser o Capitão América.

O Arco das Cinco Encarnações do Capitão América

No “Arco das Cinco Encarnações do Capitão América” aborda-se a cronologia oficial do herói em uma história que nos revela quatro pessoas que já vestiram o manto do Capitão América.

A editora achou necessário costurar todas as versões do personagem, por causa das várias mudanças que ele já sofreu, naturalmente devido à sua longevidade nas histórias em quadrinho.

Cronologicamente, a lista oficial de Capitães América é constituída por Esteven Rogers, William Naslund, Jeff Mace, William Burnside e John Walker. Porém quando Steven Rogers foi morto logo após a saga Guerra Civil, Bucky Barnes acabou também assumindo o manto do Capitão.

Isaiah Bradley – O primeiro Capitão América

Mais recentemente na minissérie de 7 edições entitulada “Verdade: Vermelho, Branco & Negro”, criada por Robert Morales e Kyle Baker, descobrimos que o experimento do soro do super soldado já havia sido testado em um grupo de afro-americanos. Todos eles morreram no processo de aperfeiçoamento da fórmula, exceto Isaiah Bradley, que tornou-se na verdade o primeiro Capitão América.

Este fato é muito importante, pois alguns vazamentos apontam que Falcão e Soldado Invernal irá utilizar o contexto do Capitão América Negro de Isaiah Bradley (que possivelmente será interpretado pelo ator ator Carl Lumbly) para discutir temas como discriminação racial e a segregação das classes sociais.

Isaiah-Bradley-
Imagem: Isaiah Bradley/ Marvel Comics

Provavelmente na série veremos a resistência do governo e da própria população em aceitar Sam Wilson como o sucessor de Steven Rogers, dessa forma é bem possível que o personagem pense em desistir de assumir o manto do Capitão.

Teorias apontam para um possível plot-twist na trama onde depois de descobrir sobre o segredo envolvendo os testes do Soro do Supersoldado, Wilson tenha um encontro com Isaiah Bradley e mude de ideia, se tornando assim o Capitão América a quem Rogers confiou seu legado.

O último ato do trailer de Falcão e Soldado Invernal apresentado no evento da Disney, chamou muito a atenção dos fãs. A produção é digna de aplausos e esbanja qualidade nos efeitos especiais em uma cena aérea de tirar o fôlego, onde o Falcão demonstra porque merece ser o próximo a carregar o escudo do Capitão América.

Confira o último e incrível trailer de Falcão e Soldado Invernal:

Com certeza a prévia da série serviu para elevar o nosso hype nas alturas e nos deu uma pequena demonstração do que esperar das outras produções que chegarão exclusivamente no serviço de estreaming Disney+.

E aí aficionados, de 0 a 10, qual o nível da sua expectativa para a estreia de Falcão e Soldado Invernal e das outras séries do Marvel Studios no catálogo do Disney+ ?

Então não marque bobeira!!!

Fique por dentro de todas as novidades sobre o Universo Compartilhado da Marvel em nossa página Proddigital POP e também siga nossas redes sociais InstagramTwitterFacebook para não perder nenhuma novidade no universo incrível da cultura POP!!

 

Seja avisado
Me avise sobre
guest
0 Comentários
Comentários de trechos do post
Ver todos os comentários